top of page
  • Sônia Apolinário

Inundação em Porto Alegre ameaça polo cervejeiro da cidade

Desde o último dia 2 de maio, o Rio Grande do Sul vive o maior desastre climático da sua história. Fortes chuvas deixaram o estado praticamente todo submerso, inclusive a capital, Porto Alegre. Lá, os principais bairros afetados ficam no 4º Distrito, o maior polo cervejeiro artesanal do município.

 

Porto Alegre conta com 47 microcervejarias; 22 delas instaladas na região do 4º Distrito que engloba bairros como São Geraldo, Navegantes, Floresta, Humaitá, Farrapos, Anchieta e Sarandi – estes dois últimos, os mais afetados de todos.

 

No último dia 3 de março, foi inaugurada a Rota Oficial do Polo Cervejeiro de Porto Alegre, formada por 18 cervejarias.

 

 A cerca de 22 Km de Porto Alegre fica o distrito de Viamão. É lá que funciona a cervejaria rural Zapata.  Filipe Araujo, fundador e cervejeiro da marca, deu o seguinte depoimento para Lupulinário, pelo Whatsapp: 

 

- Os principais bairros afetados foram Anchieta e Sarandi, no quarto distrito, onde têm várias cervejarias, umas 20. além de taps. Nós de Viamão não fomos muito afetados porque estamos no alto, é área rural, não tem essa questão de impermeabilidade do solo. Viamão é a única saída de Porto Alegre, hoje. Aqui também está sendo um grande foco de alojamento das pessoas resgatadas. Vamos precisar de muito apoio depois que as águas baixarem. Vamos precisar que comprem dos produtores do Rio Grande do Sul pra que a gente consiga voltar e não feche as portas depois dessa catástrofe. Não há nem a total dimensão das perdas, ainda. Tem cervejarias há dias sem luz e não se sabe por quantos dias mais continuarão sem luz. Em algumas, a água chegou a 1,5 m, com tanques cheios. Então, sem luz e com água, vai ser difícil a cerveja não contaminar. Aqui, assim que voltar a luz, vou abrir a fábrica para a galera produzir cerveja a preço de custo ou até mais baixo. Não há um prazo para nossas vidas voltarem ao normal. O aeroporto, por exemplo, não volta a funcionar antes de 30 de maio. Até lá, estamos ilhados, com apenas um acesso a Porto Alegre.

 

Em Anchieta fica, por exemplo, a Microcervejaria Irmãos Ferraro. Rodrigo Ferraro, fez a seguinte postagem nas suas redes sociais, com foto que mostra a água chegando praticamente no teto do biergarten da marca:



“Que tristeza acomete o Rio Grande do Sul...que tristeza acomete Porto Alegre...que tristeza ver a nossa tão querida Villa Ferraro assim...que tristeza ver a Fio de Faca embaixo d’agua... Sonhos, suores e lágrimas de muitos anos completamente imersos por 3 metros de águas do nosso grande e magnífico Guaíba... É a maior tragédia já vista no nosso Rio Grande, quem sabe a maior que já se viu no Brasil.O que fazer agora?- Continuar ajudando a salvar pessoas e animais. Continuar acreditando que depois desse pesadelo, que há de acabar, dias melhores virão. Continuar desenvolvendo projetos, secar a água, as lágrimas, e continuar sonhando... Vamos lá...amanhã ainda tenho muitas batalhas para remar...e vencer!”, postou Rodrigo Ferraro, nas suas redes sociais.


 

A Cervejaria 4 Árvores fica em Navegantes. A marca postou essa imagem no seu Instagram.

 



 

 

A Cubo, que surgiu durante a pandemia do Coronavírus da fusão das cervejarias Distrito e Suricato, fica em São Geraldo. A marca tem três bares na cidade e postou o seguinte aviso:




 

 Diante das dúvidas sobre chave Pix confiável para recebimento de doações em prol dos desabrigados da chuva, em Porto Alegre, Filipe Araújo colocou o CNPJ da Zapata “pra jogo”, para quem puder ajudar. PIX: 21589479000113

 

 Leia mais:

コメント


Destaques
Últimas
bottom of page