• Sônia Apolinário

Festival Repense Cerveja sai do mundo virtual e chega no Brewteco Tijuca


Um dos principais eventos cervejeiros do Rio de Janeiro saiu do modo virtual e chegou ao mundo real. Os seis rótulos do Repense Cerveja estarão plugados no Brewteco Tijuca, a partir do próximo sábado, dia 26. Como sempre, todos são colaborativos com a 2cabeças, marca idealizadora do festival.


O próprio Brewteco assina uma das colabs, no caso, a Batida de Maracujá, uma bebida típica de botequins cariocas. Todos os rótulos do Repense foram produzidos na cervejaria Invicta (Ribeirão Preto, SP), onde a 2cabeças é feita, atualmente.


Nesta quinta edição do festival, as criações giraram em torno do tema “gastronomia”. Assim, os outros rótulos são Feijoada, Bolinho com Café, Pudim, Roiz Doce e Apfelstrudel.


Nos anos anteriores, o Repense costumava reunir centenas de pessoas, que degustavam cerca de 20 colaborativas. Cada uma delas era feita na fábrica da cervejaria convidada pela 2cabeças para desenvolver a parceria. Dessa vez, por conta da pandemia do Coronavírus, o número de colabs foi reduzido. As cervejas foram para dentro de latas para o festival acontecer de forma virtual, pelo e-commerce da Invicta. Agora, as criações chegam ao mundo real, em forma de chope, plugado no Brewteco.


“Estamos testando um formato inédito. Por conta das limitações impostas pela pandemia, levamos a produção para dentro da nossa estrutura. Assim, fechava a receita com o convidado e passava para a Invicta. Todos os rótulos foram feitos em brassagem única. Os ajustes foram feitos no tanque. Produzimos 1.500 litros de cada rótulo”, conta Bernardo Couto, cervejeiro da 2cabeças.


Ele comenta que, de todos os rótulos, acreditava que o Feijoada (Invicta + Urbana ) tivesse uma maior repercussão. Mas quem se tornou, de cara, o queridinho do público foi o Batida de Maracujá.


Feijoada é uma Rauchdoppelmärzen, com 8% de álcool e 30 IBU. Na receita, feijão preto, arroz, pimenta, sal e malte defumado. De acordo com Bernardo, resultou em uma Lager “complexa, intensa, defumada e levemente salgada”, com a coloração que remete ao prato e um leve toque final de pimenta.


“Na fábrica, acharam a receita um pouco maluca, mas a ideia é essa mesma. Na verdade, eles também gostam desses desafios”, afirma Bernardo.


A Batida de Maracujá é uma NE APA com dry hopping de Azacca e Mosaic, além de adição de polpa de maracujá e baunilha. Tem 5% de álcool e 35 IBU. É uma cerveja “sedosa, turva e aromática”.


Bolinho com Café (Landel) é uma Vienna Lager com café de torra clara e laranja, que ficou com 5.5% de álcool e 25 IBU. Segundo Bernardo, esse rótulo “harmoniza com uma boa prosa”.


Pudim (Tábuas) é uma American Wheatwine com caramelo e cumaru com 8.5% de álcool e 35 IBU. Aqui, a inspiração foi o tradicional pudim de leite.


“A grande quantidade de trigo da receita serviu para adicionar um corpo intenso e macio à cerveja, que ainda teve adição de caramelo e cumaru, a baunilha da Amazônia, proporcionando um aroma que lembra casa de vó”, comenta o cervejeiro.


Outro doce tradicional brasileiro, o arroz doce, inspirou a criação do rótulo Roiz Doce (BR Brew). Trata-se de uma Pastry Sour com canela, com 6.4% álcool e 8 IBU. Foi feita com malte de cevada e de trigo, além de arroz, aveia em flocos e lactose. De acordo com Bernardo, o resultado foi uma cerveja extremamente clara e turva, onde o dulçor da lactose combinou com a acidez da cerveja, “que ainda levou um toque de canela como pede a iguaria”.


Mais uma sobremesa tradicional, dessa vez, na Alemanha, inspirou outro rótulo, o Apfelstrudel (cervejaria alemã Ale Mania). Essa torta de maçã líquida é uma Belgian Dubbel com maçã, canela e passas; 6.6% de álcool e 15 IBU. De coloração âmbar, tem como característica um leve sabor maltado e caramelado, combinado com o condimentado do fermento e com notas de frutas secas. Para remeter ainda mais ao perfil aromático da sobremesa, foram adicionadas canela e maçã desidratada, no final da fervura. Bernardo conta que há grandes chances do rótulo ser produzido na Alemanha.


“Nossa avaliação é que o formato que criamos funcionou. Todos estão buscando soluções, dentro do possível. Todo mundo está passando por dificuldades. O Repense, nesse formato, foi uma forma de dar uma movimentada e chamar a atenção pra gente”, afirma Bernardo.


Na sua opinião, independente da forma, o conceito do Repense foi mantido: ser uma espécie de manifesto que discute os limites do que pode ser uma cerveja. Edições anteriores do festival lançaram rótulos como Gol da Alemanha (2cabeças e Aeon), Pink Lemonade (2cabeças e Dádiva), Detox (2cabeças e Three Monkeys) e a dupla Bolacha e Biscoito (2cabeças e Treze).


O Brewteco Tijuca fica na Avenida Maracanã 782


Leia também:

2cabeças: "É um momento de bolha e muita gente vai quebrar"


Confira a participação da 2cabeças com Bernardo Couto no Talk Chopp com a Lupulinário onde o cervejeiro fala sobre o novo momento da marca, agora baseada em Sâo Paulo






Destaques
Últimas