• Sônia Apolinário

Famosos reformarão casas de amigos em novo programa do SBT

Ser amigo de longa data de uma celebridade não basta. O bom mesmo é quando esse “famoso” reforma a casa do amigo e ainda coloca a mão na massa e participa da obra. É isso que farão personalidades como Caio Castro, Eliana, Cafu e o padre Fábio de Melo, entre outros, no programa “Te Devo Essa – Brasil”, que estreia dia 5 de junho no SBT e dia 10 de junho no canal Discovery Home & Health Brasil, às 21h30. A apresentação ficará por conta do jornalista Dony De Nuccio e do arquiteto Renato Mendonça.


A atração é a versão brasileira do "Te devo essa! Reforma das Estrelas", comandado pelos irmãos Drew e Jonathan Scott, que estreou no exterior, ano passado, no canal Discovery Home & Health, mas já pode ser visto por aqui. Os atores Brad Pitt e Viola Davis e o cantor Michael Bublé foram algumas das celebridades internacionais que quebraram paredes para ajudar a reformar a casa de um velho amigo.


No episódio de estreia da versão brasileira, Marcos Pasquim vai ajudar a reformar a casa da mãe Sueli. Por aqui, também vão pegar na marreta Marília Mendonça, Maiara e Maraisa, Joelma e Luciana Gimenez (confirmados até o momento). Ao todo, serão 13 episódios, exibidos aos sábados, que mostrarão o antes e depois completo de uma reforma.


“A emoção está na surpresa do presenteado e na demonstração de gratidão que a celebridade tem por esse amigo. É emocionante a ponto da equipe chorar. Na última entrega que gravei, chorei pela primeira vez na frente das câmeras”, conta Renato Mendonça, em entrevista exclusiva para o ComuniC, feita de São Paulo, por telefone.


Ano passado, ele fez sua estreia na televisão no comando do programa “24 Horas Pra Redecorar” que ainda pode ser visto no HGTV, um dos canais do grupo Discovery.


Quando “Te Devo Essa – Brasil” estrear, pelo menos quatro obras já estarão concluídas. Para fazer reformas em ritmo industrial, Renato comandou duas equipes, formadas por dezenas de pessoas, que atuavam simultaneamente, em locais diferentes. As reformas foram feitas em São Paulo.


“Eu troco poucas palavras com a pessoa que vai ganhar a reforma. Quem vai orientar o que vamos fazer é a celebridade, que tem intimidade com o amigo e conhece o gosto dele”, explica Renato.


Depois dessa conversa inicial, o dono da casa “desaparece” por três semanas e só volta para receber a residência reformada. A produção da atração banca todos os custos, mas a celebridade ajuda no trabalho.


De acordo com Renato, a palavra de ordem para encarar tantos projetos ao mesmo tempo é “jogo de cintura”. Ele explica que, em uma obra executada em ritmo normal, tudo é feito em etapas. Por exemplo, a marcenaria depende da marmoraria e o acompanhamento próximo garante ajustes para que tudo se encaixe, na hora certa.


No programa, como não há muito tempo, Renato utiliza alguns artifícios como trabalhar com projetos mais simples e modulações com folgas. Tudo deverá ser rigorosamente feito em três semanas e meio. Assim, é possível que uma residência muito grande não seja integralmente reformada, mas três ou quatro dos seus cômodos. Além disso, esse cômodo não pode ser pequeno demais ou a equipe de TV não conseguirá entrar.


“É tudo um grande xadrez. Em toda obra, já existem imprevistos e dificuldades. Às vezes, por exemplo, a entrega de material atrasa e isso pode comprometer um cronograma. É impossível evitar o estresse. Em um programa de TV, com várias obras ao mesmo tempo, eu diria que não adianta ficar aborrecido com o problema que surge. Tem que pular isso e partir direto para as alternativas”, comenta Renato.


Ele não pode dar detalhes sobre a ordem de apresentação dos programas – até porque quando se trata de TV, tudo pode ser alterado de última hora.


Renato conta que, por mais que uma “obra de TV” tenha sido entregue, ele tem a sensação de que só ficou pronta, mesmo, depois que um episódio vai para o ar. Afinal, quando ele sai de cena, entram os editores que vão “construir” o episódio a ser exibido.


E entre uma martelada e outra, o arquiteto se transforma quase em um ator, às voltas com textos para decorar e gravar olhando diretamente para a câmera.


Da sua experiência televisiva, ele conta que seu maior desespero é quando vai conferir o acabamento de alguma etapa. Afinal, um piso mal instalado, por exemplo, pode representar trabalho jogado fora. E quando chega na hora da produção do ambiente, nem sempre a peça idealizada é encontrada. É nessas horas que pular o aborrecimento e passar direto para a solução se faz, mais do que nunca, necessário.


“O bacana de um programa que mostre o antes e depois de uma obra é poder mostrar o potencial de uma reforma para a transformação de hábitos dos moradores de um lugar. No caso desse novo programa, o sentimento de gratidão está muito presente. Isso é muito especial, o que deixa tudo ainda mais emocionante”, observa Renato.


Veja o trailer de "Te Devo Essa Brasil"







Destaques
Últimas