• Sônia Apolinário

Evento de inovação leva robôs ao Jockey Club, no Rio de Janeiro

Por alguns dias, robôs tomarão conta do Jockey Club, no Rio de Janeiro. Eles participam, de hoje (13) a domingo (16) do Rio Innovation Week, considerado um dos mais importantes eventos do setor, na América Latina.



Por lá, o público poderá interagir com Tinbot (foto). Primeiro robô brasileiro que reúne Inteligência Artificial e IOT (Internet das Coisas). Ele recebe os visitantes com suas expressões, perguntas e respostas que costumam ser inusitadas. De porte pequeno, ele fala português, mas pode se comunicar em outras línguas também. Possui sistema de reconhecimento facial, de voz, de gestos e de expressões, além de ser integrável a outros sistemas por meio de APIs, possibilitando interatividade e personalidade humanizada.


O Tinbot, porém, não será a única estrela do evento. A área Turistech contará com a presença do Robozão: ele tem três metros de altura e interage dançando com o público. Ao seu lado estará o Pluginbot que, na verdade, é uma plataforma que conecta robôs. O Roboteria marca presença servindo sorvetes junto com o Icebot, outro “robô sorveteiro”, que vem com a proposta de ser um Ice Cream Shop do futuro.


Engana-se quem acha que inovação está ligada necessariamente a grandes descobertas ou apenas à tecnologia de ponta. O presidente do Conselho Organizador do evento, Fábio Queiróz, diz que inovar é “mudar algo que se faz todo dia e, com criatividade, aperfeiçoar um produto ou serviço”.

Mostrar que tecnologia e inovação podem ser mais simples e mais acessíveis do que se pensa é justamente um dos objetivos da Rio Innovation Week. Em uma área de 40 mil m2, estarão 12 palcos simultâneos, onde a programação será realizada. O evento contará com 500 conferencistas, além de 1,2 mil startups e 190 expositores. Entre eles os participantes estão Richard Branson, fundador do grupo Virgins; Steve Wozniak, cofundador da Apple; e Francis Suarez, prefeito de Miami.


Vai ter também Incubadoras fomentando negócios, 15 bootcamps setorizados, mentorias, exposições, descarte de lixo eletrônico, workshops e networking para fomento de negócios.


“O visitante vai tocar na tecnologia, vai usar e desmistificar, caso ainda tenha esse preconceito, a complexidade do tema”, diz Queiróz, e acrescenta: “A pandemia nos trouxe necessidade da criatividade também, o desafio de nos transformar e acelerar digitalmente. Nos dias de hoje, inovar, seja no nível mínimo ou máximo, significa, talvez, a sobrevivência ou a falência da empresa”.


Confira a programação completa, aqui


Jockey Club Brasileiro - Praça Santos Dumont, 31, Gávea

Evento pago

Destaques
Últimas