Sessão Azul leva crianças autistas ao cinema para ver 'Toy Story 4'

 

Neste final de semana, 19 salas, em 11 estados, vão exibir o filme “Toy Story 4” , dentro do projeto Sessão Azul, que leva crianças com transtorno do espectro do autismo ao cinema. No Rio de Janeiro, a exibição será no Cinesystem Américas Shopping, no Recreio dos Bandeirantes, sábado (29); e no São Gonçalo Shopping, no município de São Gonçalo, no domingo (30), sempre às 11h.

 

Na Sessão Azul, durante toda a exibição do filme, o cinema fica com som mais baixo e a luz levemente acesa. A plateia pode andar, falar e cantar à vontade. As sessões contam ainda com apoio de profissionais voluntários que dão suporte e orientação aos pais.

 

“Existem níveis diferentes de autismo. Assim, algumas crianças conseguem acompanhar o filme todo, outras, não. A Sessão Azul é para adaptar a criança com o ambiente do cinema e prepara-la para que consigam ver filmes de forma convencional”, explica a psicóloga Bruna Manta, especialista em autismo, e uma das idealizadoras do projeto.

 

Criado em 2015, o Sessão Azul já realizou 440 exibições, em 21 cidades, para um público de 39 mil pessoas. No projeto, os filmes são lançamentos e dublados. Não há exibição de trailers de outras produções.

 

São características comuns do transtorno do espectro do autismo o atraso na fala, dificuldade de comunicação, falta de interação social e de contato visual, perceptíveis já nos primeiros anos de vida. Estima-se que 70 milhões de pessoas, em todo o mundo, tenham autismo, sendo 2 milhões delas no Brasil.

 

“Os eventos que realizamos ajudam na socialização tanto das crianças quanto de suas famílias. É comum vermos em nossas sessões crianças interagindo umas com as outras. Funciona quase que como uma atividade extra ao trabalho terapêutico”, comenta a também psicóloga Carolina Salviano, sócia de Bruna no projeto, que conta ainda com Leonardo Cardoso na gerência.

 

O Sessão Azul é uma iniciativa da CapaciTEAutismo Entretenimento. Além de cinema, leva crianças com transtorno do espectro do autismo para o teatro e ao AquaRio. Em todos esses ambientes, luzes ficam acesas e o som é diminuído. No caso do teatro, são evitadas situações que possam provocar sustos.

 

Bruna conta que o projeto foi inspirado no Cine Materna, voltado para mães que estão amamentando ou querem ver um filme, mas não têm com quem deixar seus bebês.

 

Ela explica que na Sessão Azul, o comportamento das crianças não será repreendido. Porém, faz parte o ensino das regras de como se portar no cinema.  

 

“É importante respeitar o tempo de cada um e que os pais não se frustrem, caso seu filho não veja o filme inteiro, de primeira. Acreditamos que estes momentos de diversão e descontração, associados a uma maior interação com outras famílias que passam pelas mesmas questões, tendem a gerar um maior engajamento de todos no processo do tratamento”, comenta Bruna.

 

Apesar de ser uma “sessão adaptada”, qualquer criança pode ver um filme da programação da Sessão Azul.  Os ingressos podem ser adquiridos no site do projeto, onde toda a família paga meia entrada. A venda de ingressos começa sempre na semana da data da exibição.

 

 

Cinesystem Américas Shopping - Avenida das Américas, 15500, Recreio dos Bandeirantes, RJ

 

São Gonçalo Shopping - Avenida São Gonçalo, 100, Boa Vista, São Gonçalo, RJ

 

Para comprar ingressos para as sessões no Rio de Janeiro

 

Confira onde terá Sessão Azul neste final de semana, pelo Brasil


Para comentar, aqui

 

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google +
Please reload

Destaques

Movimentação suspeita nas votações faz Pão de Açúcar mudar regra da 4ª edição do Festival de Microcervejarias

15/10/2019

1/5
Please reload

Últimas
Please reload

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br