Goose Island lança Fresh Hop IPA com lúpulo nacional produzido em Taguaí

Mais uma experiência com lúpulos frescos brasileiros. Agora, foi a vez da Goose Island, que criou a Fresh Hop IPA.  Na receita,  lúpulos colhidos menos de 24h antes da fabricação da cerveja.

 

De acordo com informações fornecidas pela cervejaria, foram usadas plantas produzidas pela Lúpulos Dalcin, fazenda de Taguaí, cidade do interior de São Paulo, distante 326km da capital paulista. A Dalcin vinha desenvolvendo pesquisas com o lúpulo experimental brasileiro DCN01.

 

A Fresh Hop IPA é uma Wet Hop IPA, com 5,5% de teor alcoólico e 40 IBU. Será lançada no dia 1 de agosto, quando se comemora o IPA Day. Além do chope, terá parte da produção envasada em latas de 473 ml.

 

Essa é a primeira marca artesanal da Ambev a produzir cerveja com lúpulo fresco brasileiro. No país, a pioneira na utilização da planta nacional é a Baden Baden, que faz parte do grupo Heinekein. Na verdade, a marca originalmente artesanal, patrocina pesquisa relacionada com a produção de lúpulo brasileiro, quando ainda fazia parte do portfólio da Brasil Kirin, adquirida pela Heineken em 2017.

 

Em recente entrevista para Lupulinário, Alexandre Du Rocher Candido, diretor de craft beer da gigante holandesa no Brasil, afirmou que as pesquisas para o desenvolvimento da produção do lúpulo brasileiro serão mantidas. 

 

Entre as cervejarias artesanais nacionais, a utilização de lúpulo brasileiro nas suas receitas está se tornando rotineira.

 

Para comentar, aqui

 

 

Compartilhe no Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google +
Please reload

Destaques

Paisagens do interior e cervejarias que levantam bandeiras políticas são atrações do Talk Chopp com a Lupulinário em julho

05/07/2020

1/5
Please reload

Últimas
Please reload

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br