top of page
  • Sônia Apolinário

Nova fábrica da Heineken começa a ser construída na cidade mineira de Passos


O grupo Heineken deu a largada para a construção da sua 15ª fábrica, no Brasil. Nesta quinta-feira (25), uma cerimônia marcou o lançamento da pedra fundamental da unidade, na cidade mineira de Passos.


De acordo com a empresa, a previsão de inauguração é “meados” de 2025. Na nova planta, serão produzidas, inicialmente, as marcas Heineken e Amstel.


Inicialmente, o grupo tentou construir sua fábrica em Pedro Leopoldo (MG). A empresa tinha escolhido o local a dedo: próximo ao complexo de grutas e cavernas onde foi encontrado o esqueleto mais antigo da América do Sul — o crânio de Luzia, o que fez com que o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) paralisasse as obras.


A fábrica em Pedro Leopoldo ameaçava soterrar as cavernas que formam um sítio arqueológico cuja importância é reconhecida internacionalmente. A Heineken chegou a receber duas multas aplicadas pelo ICMBio, órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, no valor total de R$ 83 mil. A empresa desistiu do local em dezembro de 2021.


De acordo com o grupo, a fábrica de Passos será a mais sustentável de todas as suas unidades brasileiras. Será abastecida com fontes de energias renováveis, o que, segundo a empresa, contribuirá para a meta de alcançar a neutralidade de carbono de toda a cadeia de valor do grupo 2040. Vai contar também com um sistema de abastecimento hídrico eficiente que permitirá a ampliação da infraestrutura de captação de água existente na cidade.


Em abril, a cervejaria aderiu ao Programa Produtor de Águas da Agência Nacional de Águas (ANA), tornando-se apoiadora do Projeto Bocaina de Pagamento por Serviços Ambientais. A parceria tem como objetivo estimular produtores rurais locais a investirem em ações sustentáveis em suas propriedades, recompensando-os financeiramente por contribuírem com o meio ambiente e por agirem de forma preventiva para evitar que o município venha a passar por situações de desabastecimento hídrico.


Ainda como parte dos compromissos ambientais da empresa, a cidade de Passos já faz parte do programa de geração distribuída de energia verde da marca Heineken. Isso significa que os moradores do município terão acesso à energia renovável por meio de usinas sustentáveis, a partir de um cadastro digital, na plataforma da marca. O projeto contribui para a redução do impacto de cada residência ao meio ambiente e ainda oferece desconto de 15% na conta mensal de luz.


O investimento da Heineken, em Passos, será de R$ 1,8 bilhão com expectativa de gerar 350 empregos diretos e até 11 mil postos de trabalho indiretos, quando estiver em operação. As obras de construção da unidade, ainda em fase inicial, devem render 2 mil oportunidades de trabalho para a região.


- Esse é um projeto muito esperado por nós, pelos nossos clientes e, principalmente, pelo estado de Minas Gerais. A cervejaria de Passos foi idealizada para atender aos nossos objetivos de negócio, mas também para contribuir com a prosperidade da região por meio de desenvolvimento econômico e social e aceleração da agenda ambiental -, afirmou o presidente do Grupo Heineken, Maurício Giamellaro.










Comments


Destaques
Últimas
bottom of page