• Sônia Apolinário

Backer anuncia volta da comercialização do rótulo Capitão Senra

A cervejaria Backer anunciou no seu perfil do Instagram que a Cervejaria Três Lobos Ltda “voltará” a comercializar o rótulo Capitão Senra. Em junho do ano passado, 11 pessoas ligadas à Backer foram indiciadas pela Polícia Civil de Minas Gerais como conclusão das investigações relacionadas com a contaminação de cervejas da empresa. Ao todo, oito rótulos apresentaram contaminação por dietilenoglicol e etilenoglicol. Capitão Senra era um deles.


“Aos amigos consumidores e população em geral. A Cervejaria Três Lobos Ltda. tem pautado sua atuação na estrita observância das normas e no cumprimento das decisões administrativas e judicias. Nesse sentido, voltará a comercializar a cerveja Capitão Senra, iniciativa fundamental para a manutenção do emprego de seus colaboradores e para honrar seus compromissos”, diz a íntegra do comunicado. Na foto, a Capitão Senra vendida, atualmente, nos supermercados de Belo Horizonte.


De acordo com o site Econodata, a cervejaria Três Lobos LTDA foi fundada em 04/09/2000. Seu nome fantasia é Cervejaria Backer e são sócios e administradores Ana Paula Silva Lebbos, Hayan Franco Khalil Lebbos e Munir Franco Khalil Lebbos. Ainda de acordo com o Econodata, a cervejaria Três Lobos fica na Rua Santa Rita, 221, no bairro Olhos D’Água, em Belo Horizonte (MG), vizinha próxima da cervejaria Backer, que fica na mesma Rua Santa Rita número 220. Dos 11 indiciados pela Polícia Civil de Minas Gerais, três pertencem ao grupo societário da Backer.


Na época da conclusão da investigação, a cervejaria solicitou a reabertura e a liberação da sua fábrica. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, então, informou que o pedido seria atendido “somente após a cervejaria cumprir as exigências feitas pelo Mapa e ser capaz de garantir a segurança da produção futura”.


Lupulinário consultou, hoje (11 de maio), o Mapa sobre a situação da Backer e recebeu a seguinte resposta, por intermédio da sua assessoria de imprensa:


O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) esclarece que a Cervejaria Backer continua interditada. Até o momento, a empresa não atendeu as exigências feitas pelo Mapa para garantir a segurança dos produtos. Desta forma, qualquer manipulação de bebidas na Backer (produção, padronização, envase) continua proibida. A medida cautelar de fechamento adotada pelo Mapa não impede a contratação de uma empresa terceira, registrada no ministério, para a produção de suas receitas e marcas. O Mapa está ciente da terceirização de marca”.


Em dezembro do ano passado, o local onde a Backer produzia suas cervejas e também funcionava um restaurante, chamado Templo Cervejeiro, foi palco de um evento criado para relançar os rótulos Capitão Senra Pilsen e Amber Ale.


A festa provocou revolta entre parentes das vítimas das cervejas contaminadas e do público em geral. A marca postou, também no seu perfil do Instagram, um longo esclarecimento sobre a abertura do local. Em um trecho, afirma que a “reabertura do Templo Cervejeiro advém do respeito da Backer a todos os requisitos e condições legais de funcionamento. A empresa é a principal interessada no esclarecimento de toda e qualquer irregularidade relacionada com suas atividades e, nesse sentido, tem colaborado com o trabalho de autoridades e dos órgãos de fiscalização e controle, ao mesmo tempo que reafirmou a certificação da excelência de seus processos produtivos”.


Naquela época, a Backer informou que as cervejas relançadas tinham sido produzidas em uma “cervejaria parceira”. De acordo com este rótulo, disponível nos supermercados de Belo Horizonte, a produção foi feita na cervejaria Germânia, em Vinhedo (SP), "licenciada pela Cervejaria Três Lobos LTDA".


Três Lobos dava nome a uma linha com quatro rótulos da Backer, lançada em 2011, além de batizar um whisky produzido pela marca. O nome veio da boate homônima onde a Backer começou a produzir seus chopes.


O rótulo Capitão Senra é uma homenagem a José Senra Moreira, popularmente conhecido como Capitão Senra. Apaixonado pelas motos Harley Davidson, foi um capitão e batedor do Exército da época do presidente Juscelino Kubistchek. A cerveja foi lançada no aniversário de 81 anos de Senra. Ele morreu em 2016, aos 83 anos.


No Instagram consta o perfil @cervejariatreslobos sem publicações e com um único seguidor.


Na foto abaixo, a Capitão Senra (reprodução do Instagram da cervejaria Backer), antes da ocorrência das contaminações.




Relembre o caso:

Onze pessoas da Backer são indiciadas por contaminação de cerveja em Belo Horizonte





Destaques
Últimas