• Sônia Apolinário

'Monet à Beira D’Água' leva o público a viajar pelas obras do artista ícone do impressionismo

Uma viagem por 36 cidades de cinco países feita por intermédio de 285 obras de Claude Monet (1840-1926). Assim é a exposição multimídia "Monet à Beira D’Água" que inaugura neste sábado, 19, às 10h, na Região Portuária do Rio de Janeiro.



A experiência se dará em uma tenda de 15 metros de altura, instalada na Rua Venezuela. Na estrutura de mais de dois mil metros quadrados, foi montado um lago e uma pequena ponte, que remetem a uma das obras mais famosas do pintor: “Ponte Sobre Uma Lagoa de Lírios d’Água” . O espaço é “forrado” por telas de 7,5 m de altura onde os quadros do artista são projetados, em animações digitais 2D e 3D.


Dentre as principais obras de Monet presentes na exposição, estão as séries da Estação Saint-Lazare (1877), da Catedral de Rouen (1893), do Lago das Ninfeias (1895-1926), do Palácio de Westminster (1904) e do Grand Canal de Veneza (1908).


“Monet retratava um mesmo lugar em diferentes épocas para registrar suas nuances. A animação representa essa passagem de tempo que ele tentava capturar”, explica o curador Naum Simão.


Uma equipe de 20 pessoas trabalhou durante três anos para produzir as animações. É a trilha sonora, porém, a base do trabalho. Foi a partir da música que as imagens ganharam vida, sequências foram criadas e ângulos e movimentos de câmera definidos.


Esse trabalho coube aos produtores musicais Eugênio Fim e André Nigro. Eles criaram seis composições e fizeram duas releituras: “Chovendo na Roseira”, de Tom Jobim, e “Jolie Coquine”, da banda francesa Caravan Palace.


Cada uma dessas músicas serve de trilha sonora para os oito “atos” que foram a “viagem” de 65 minutos de duração. São eles: Uma Viagem de trem; Campos e Moinhos; O Mar e a Luz; Passeio pelo Lago; Arquitetura do Tempo; Horizonte Nevado; Paisagens “en vert” e Flores de Tinta.


Nessa jornada, o público vai “passear” pelas margens do Rio Sena, pelo do Jardim de Giverny e Costa da Normandia, além de Londres e Veneza. Ao entrar na tenda, cada um fica livre para embarcar na jornada como bem entender – caminhando pelo local, sentando na beirada do lago, se misturando às projeções. Vendo de longe ou de muito perto. A entrada, porém, tem hora marcada, como uma sessão de cinema ou o embarque em um trem.


“O espetáculo apresenta uma viagem imaginária de Monet seguindo um roteiro à beira da d’água, em busca de paisagens que mudam com a atmosfera, pintadas por ele nas margens de rios, mares e lagos. Tudo isso apoiado numa curadoria que oferece ao público a proposta de conhecer sua obra a partir da água”, explica o diretor executivo da exposição, Leo Rea Lé, um dos membros da startup brasileira MIRA (Museum of Immersive Roaming Arts – Museu Itinerante de Artes Imersivas), desenvolvedora do espetáculo.


Para criar a atmosfera desse museu imersivo muita tecnologia foi usada: ilustração e animação se misturam a projetores de 12 mil lumens, computação gráfica, programação RV, sistema de som tridimensional em alta definição, efeitos visuais, sonoros e especiais.


A exposição fica em cartaz até junho, quando toda a estrutura será desmontada e levada para São Paulo. No momento, os paulistas também têm a oportunidade de vivenciar uma experiência exatamente igual, mudando apenas o artista. A mostra imersiva "Beyond Van Gogh" pode ser visitada até julho, no MorumbiShopping. Essa mesma exposição chega no Rio de Janeiro no dia 5 de abril, na Casa França-Brasil.



Resenha


"Monet à Beira D’Água" não é uma exposição de quadros. É uma experiência sensorial que busca levar o público para dentro das obras de Monet. O mergulho, para quem se permitir, será fácil de fazer. A trilha sonora, como uma Iara, atrairá você para o “clima” de cada quadro. Os diferentes “atos” colorem o ambiente com diferentes cores. E transformam a tenda, a todo momento - o que a torna um espaço instagramável de sonhos. É tentador querer fazer mil fotos lá dentro. Quem, porém, conseguir se esquecer um pouco do celular será recompensado com momentos de beleza e lirismo. Se deixar levar pela música e as imagens e esquecer o mundo lá fora por um tempo, será, sem dúvida, uma grande viagem.


Serviço

Monet À Beira D’Água

Local: Rua Venezuela, 194 - Gamboa, Boulevard Olímpico - Região Portuária

Data: de 19 de março a 12 de junho

Para comprar ingressos, clique aqui


Destaques
Últimas