• Sônia Apolinário

Filme sobre o abolicionista Luiz Gama tem estreia marcada para julho

Em 21 de junho de 1830, nascia Luiz Gama, advogado considerado herói nacional por seu ativismo abolicionista no século 19. Anos depois, o também jornalista e escritor, ganha homenagem em filme dirigido por Jeferson De (“M8: Quando a Morte Socorre a Vida”, “Correndo Atrás”, “Bróder”). “Doutor Gama” chega aos cinemas no dia 29 de julho e busca evidenciar a história deste grande nome para um Brasil que ainda tenta apagar os fatos de seu passado.

Filho de uma africana liberta (Isabél Zuaa) e de um descendente português, Luiz Gama (César Mello) foi vendido aos 10 anos de idade por seu pai, para mercadores de homens escravizados e mandado para São Paulo. Na cidade, ele consegue a alforria ainda adolescente e aprende a ler de forma autodidata. Este interesse pela leitura abre diversas portas para o desenvolvimento do homem que se tornaria.

Ao longo de sua vida, Luiz alforriou, por vias judiciais, centenas de vítimas da escravidão. Ele fazia uso das leis com conhecimento e precisão por meio de um documento que autorizava a prática do direito, dada pelo Poder Judiciário do Império. Sua missão era libertar e garantir o direito de pessoas em condições de escravidão, e exigir que as leis existentes no país fossem aplicadas.

Com roteiro de Luiz Antonio, consultoria da pesquisadora Ligia Fonseca Ferreira, produção executiva de Joelma Gonzaga, patrocínio SABESP e apoio Mattos Filho, “Doutor Gama” mostra a importância da figura de Luiz Gama na construção da história de uma nação e as dificuldades que precisou enfrentar até o século 19, ao viver em um país imperial.

Em seu elenco, além de César Mello e Isabél Zuaa, estão Zezé Motta, Johnny Massaro, Mariana Nunes, Romeu Evaristo, Sidney Santiago, Dani Ornellas, Erom Cordeiro, Nelson Baskerville, entre outros.


O filme é uma coprodução da Globo Filmes e Paranoid, produção associada da Buda Filmes e distribuição Elo Company,


Destaques
Últimas