• Sônia Apolinário

Clássico sobre a história da guerra civil russa é uma das atrações do festival 'É Tudo Verdade'

Um clássico da filmografia russa será um dos destaques da 27ª edição do É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários. “A História da Guerra Civil”, de Dziga Vertov, faz parte da programação do evento que acontece de forma híbrida, entre 31 de março e 10 de abril. As sessões presenciais serão exibidas no Rio de Janeiro e São Paulo.


Recuperado em 2021 pelo restaurador Nikolai Izvolov depois de ter sido considerado perdido, o documentário de Dziga Vertov (1896-1954) cobre o desenrolar da Guerra Civil na Rússia (1918-1920) em doze partes, ordenadas cronologicamente.


A obra faz parte de uma nova seção do festival criada para destacar obras-primas do patrimônio do cinema documentário brasileiro e internacional.


“A invasão da Ucrânia pela Rússia é condenável, mas é um absurdo o boicote cultural à Rússia. Sou contra esse boicote e me sinto orgulhoso por poder mostrar essa obra clássica no festival”, afirmou o diretor-fundador do evento, Amir Labaki, em coletiva de imprensa virtual realizada nesta terça-feira (15).


Além de “A História da Guerra Civil”, faz parte da programação “Clássicos É Tudo Verdade” o icônico “É Tudo Verdade” e “Chico Antônio - O Herói Com Caráter”.


“É Tudo Verdade” reconstitui a obra não finalizada de Orson Welles sobre a América do Sul, rodada em 1942 e jamais terminada pelo diretor de “Cidadão Kane” (1941). “Chico Antônio”, de Eduardo Escorel, faz o resgate de um personagem real mencionado pelo escritor Mário de Andrade em seus trabalhos sobre a cultura popular brasileira: Chico Antônio, um cantador do interior do Rio Grande do Norte.


Ao todo, o festival exibirá 77 produções entre longas, médias e curtas, inéditas no país, retrospectivas e clássicos. São filmes de 34 países. O evento também conta com debates, conferências e master classes. A cineasta Ana Carolina é a homenageada desta edição do evento.

Os filmes vencedores dos prêmios dos júris nas Competições Brasileiras e Internacionais de Longas/ Médias-Metragens e de curtas-metragens estarão automaticamente classificados para apreciação à disputa pelo Oscar do ano que vem. A cerimônia de premiação será dia 10 de abril, no Espaço Itaú de Cinema, em São Paulo.


No encerramento do festival será apresentado o longa “O Território” (The Territory). Dirigido pelo norte-americano Alex Pritz, é uma coprodução entre Brasil, Dinamarca e EUA, premiada no Festival de Sundance deste ano. O documentário acompanha um jovem líder indígena brasileiro que luta contra fazendeiros que ocupam uma área protegida da Floresta Amazônica.


A sessão acontece no dia 10 de abril, a partir das 20h, nas salas Espaço Itaú de Cinema – Augusta (SP) e Espaço Itaú de Cinema Botafogo (RJ); e, às 21h, o longa estará disponível para streaming na plataforma É Tudo Verdade Play.

Tanto em São Paulo, quanto no Rio de Janeiro, o festival começa com novos trabalhos do documentarista britânico Mark Cousins, distinguido em 2020 com a edição inaugural do Prêmio de Inovação Narrativa da European Film Academy. Sua série “Women Make Film - Um Novo Road Movie Através do Cinema” foi exibida com exclusividade pelo É Tudo Verdade de 2020.

Em São Paulo, a sessão inaugural acontece para convidados no Espaço Itaú de Cinema, no dia 31 de março, a partir das 20h, com “A História do Olhar” (The Story of Looking), premiado no Festival de Sevilha de 2021 - Enquanto espera uma cirurgia oftalmológica, Mark Cousins explora o papel da experiência visual em nossa vida individual e coletiva.


Às 21h, o filme ficará disponível por 24 horas, para todo o país, na plataforma É Tudo Verdade Play, com o limite de 1500 visionamentos.

A edição do Rio de Janeiro começa no dia 01 de abril, com a exibição de “A História do Cinema: Uma Nova Geração” (The Story of Film: A New Generation) - Mark Cousins oferece esperança e otimismo ao explorar filmes diversos e falar de como a tecnologia está mudando o curso do cinema no novo século.


O evento acontece no Espaço Itaú de Cinema Botafogo, a partir das 20h. O filme também ficará disponível por 24 horas para ser assistido (a partir das 21h), na plataforma É Tudo Verdade Play, com o limite de 1500 visionamentos.


“A aproximação entre o cinema mais autobiográfico, que mostra a vida cotidiana sendo impactada pela História é uma tendência muito presente na programação deste ano do festival”, observou Labaki.


Nesta edição, também serão exibidas em salas, em São Paulo e no Rio de Janeiro, as Mostras Competitivas de Longas/Médias-Metragens e de Curtas-Metragens Brasileiros; as estreias nacionais do ciclo informativo O Estado das Coisas; o Foco Latino-Americano; os Clássicos É Tudo Verdade e a Retrospectiva Ugo Giorgetti.


Em streaming, parte da programação será apresentada na plataforma exclusiva, É Tudo Verdade Play, que exibirá os filmes de Abertura e de Encerramento, as Competições de Longas e Médias-metragens Nacional e Internacional, o Foco Latino-Americano, Sessões Especiais, o Estado das Coisas, Clássicos É Tudo Verdade e Retrospectiva Ana Carolina. O Itaú Cultural Play exibirá com exclusividade on-line a Competição Brasileira de Curtas-Metragens. Já o site e a página do Youtube do Itaú Cultural transmitem a 19ª Conferência Internacional do Documentário. O Sesc Digital apresentará com exclusividade a Competição Internacional de Curtas.


FILMES EM COMPETIÇÃO - LONGAS E MÉDIAS-METRAGENS BRASILEIROS

Sete produções nacionais serão exbidas em sessões presenciais (SP e RJ), às 20h, e, na plataforma É Tudo Verdade Play, no mesmo dia da sessão em cinemas, às 21h, com reprise no dia seguinte, às 13h. Depois dessa exibição, as equipes do filmes participam de um debate, às 15h, transmitido pelo YouTube do É Tudo Verdade.

Adeus, Capitão

Direção: Vincent Carelli e Tita

Brasil, 175', 2022

Sinopse: O “capitão” Krohokrenhum, líder do povo indígena Gavião (PA), que morreu em 2016, conta para suas filhas e netas as guerras internas entre grupos de seu povo até a transferência dos sobreviventes para a gleba Mãe Maria. Estreia Mundial.


Belchior – Apenas um coração selvagem

Brasil, 90', 2022

Direção: Camilo Cavalcanti e Natália Dias

Sinopse: Antonio Carlos Belchior Fontenelle Fernandes (1946-2017) é revelado em um autorretrato que mergulha no coração selvagem do poeta, cantor e compositor de Sobral (CE). Estreia Mundial.

Pode ser visto presencialmente ou online .

Rio de Janeiro - Espaço Itaú de Cinema Botafogo - Sala 6, 07/04, 20h; online às 21h

São Paulo - Espaço Itaú de Cinema Augusta - Sala 1, 07/04, 20h; online, 08/04, às 13h

Para ver online, clique aqui

Eneida

Direção: Heloisa Passos

Brasil, 79', 2021

Sinopse: Eneida, 83 anos, com ajuda de sua filha do meio, a cineasta Heloisa Passos, busca a filha primogênita, que não vê há mais de duas décadas. Estreia Mundial.

Pele

Direção: Marcos Pimentel

Brasil, 75', 2021

Sinopse: Grafites, pichações, símbolos indecifráveis, palavras de ordem e declarações de amor revelam desejos, medos, fantasias e devaneios. Estreia Mundial.

Quando Falta O Ar

Direção: Ana Petta, Helena Petta

Brasil, 85', 2021

Sinopse: O documentário aborda a pandemia com foco no cuidado, revelando a face humana da luta coletiva contra a Covid-19. Estreia Mundial.

Rubens Gerchman: O Rei do Mau Gosto

Direção: Pedro Rossi

Brasil, 76', 2022

Sinopse: O documentário retrata Rubens Gerchman (1942-2008) e sua arte que, com cenas urbanas e do cotidiano, fazem da precariedade brasileira um valor. Estreia Mundial.

Sinfonia de Um Homem Comum

Direção: José Joffily

Brasil, 82', 2022

Sinopse: O tema do documentário é a trajetória de José Bustani, o primeiro diretor-geral da Organização de Proibição de Armas Químicas, e passou a sofrer pressão dos EUA par se demitir depois do 11 de Setembro. Estreia Mundial.

19a Conferência Internacional do Documentário

A 19ª Conferência Internacional do Documentário discute neste ano o patrimônio do cinema documental, que passa a ser destacado por um novo ciclo do festival, "Clássicos É Tudo Verdade". Os quatro debates vão girar em torno dos 80 anos da filmagem no Brasil por Orson Welles do inacabado "It's All True"; dos 40 anos das gravações por Eduardo Escorel de "Chico Antônio, O Herói Com Caráter", com o cantador de coco descoberto por Mário de Andrade; e da reconstrução de um documentário considerado perdido do mestre soviético Dziga Vertov, "História da Guerra Civil" (1921).


Master Class com Ugo Giorgetti

Formação Spcine Convida É Tudo Verdade com Ugo Giorgetti - "Retrospectiva Ugo Giorgetti" - 08/04, às 17h, no Canal da Spcine

Participação especial: Cláudio Willer e José de Souza Martins

Mediação: Rosane Pavam

Duração: 60 min.

Uma Conversa com Ana Carolina

5/04, às 11h, no Canal do É Tudo Verdade

Participação especial: Paulo Rufino.

Mediação: Orlando Margarido

A cineasta Ana Carolina, homenageada este ano no É Tudo Verdade, discute sua carreira em documentários.


Confira a programação completa, aqui

Destaques
Últimas