• Sônia Apolinário

Carioca Marmota Brewery inaugura brewpub na Lapa

A cidade do Rio de Janeiro terá um novo brewpub. Na quinta-feira, dia 24, às 17h, a Marmota Brewery inaugura seu espaço, na Lapa, e dá adeus à vida cigana.



Em um espaço de 450 metros quadrados, vai funcionar um bar com capacidade para 60 pessoas. Atrás, separada por uma porta de vidro, fica a fábrica com capacidade instalada de produção de 5 mil litros por mês, com possibilidade de dobrar essa quantidade.

Nove taps estarão à disposição do público. Desse total, seis estarão ocupados com cervejas que foram criadas ao longo das obras, iniciada ano passado: Pilsen, APA, Witbier, Belgian Strong Ale, Sour e Rauchbier. Completa o cardápio de chopes três rótulos que já faziam parte do portfólio da marca: Hop Lager, IPA e Double IPA.


O brewpub da Marmota tem uma área de armazenamento de barris e o mestre cervejeiro e sócio Rodrigo Addor promete novidades para breve:

“Como cigano é mais difícil fazer experimentos. Temos uma litragem mínima que somos obrigados a produzir e o tiro tem que ser certo. Com a fábrica própria, fica muito mais fácil criar receitas diferentes e testar a aceitação da cerveja junto ao público. Também ganhamos competitividade no preço.”

Desde que entrou na sociedade, em 2017, dois anos depois da criação da marca, ele sonha com a fábrica. Em 2019, finalmente, decidiram que era a hora de tirar o sonho da gaveta, sem saber que iriam se deparar com uma pandemia.

Rodrigo conta que o ano de 2019 foi “consumido” na busca pelo espaço ideal. O grupo queria que o brewpub fosse localizado no centro da cidade, “perto das pessoas”. Era preciso conciliar esse desejo com a oferta de imóveis e a legislação municipal que não permite a construção de um brewpub em qualquer lugar.

O contrato de aluguel do casarão foi fechado em janeiro de 2020 e quando a obra ia começar, já teve que parar por conta das medidas restritivas de combate ao coronavírus. Entre abres e fechas, a inauguração vai acontecer, quase um ano depois do previsto.

A origem da Marmota Brewery se parece com a de várias marcas cariocas: amigos paneleiros que transformam hobby em negócio. Deram a partida Bruno Viola e Ricardo Kuster (à direita, na foto). Antes da cervejaria existir, Rodrigo (à esquerda, na foto) fez um curso de cervejeiro caseiro com Bruno.


Até então, Rodrigo trabalhava na área financeira. Depois do curso, decidiu “se jogar na cerveja”. Primeiro, criou um clube de assinaturas. Em 2014, porém, fez as malas e foi para Berlim, na Alemanha, aprender a fazer cerveja de forma profissional. Atualmente, ele e Ricardo é que estão à frente da “operação” brewpub. Bruno ainda é sócio, mas, acompanha as novidades de Barcelona, na Espanha, onde mora.

A burocracia para obter o alvará de funcionamento do município e o Mapa, segundo Rodrigo, não causou maiores dores de cabeça - mas cumprir todas as exigências e reunir a papelada requer paciência. Com um alvará provisório na mão, as obras começaram. O Mapa saiu um mês e meio depois de dar entrada no pedido.

A Marmota vai continuar a vender chope e cerveja em garrafa para PDVs. Os planos para o Brewpub, quando a “pandemia permitir”, incluem realização de brassagens abertas e cursos.


“O mercado evoluiu e a competitividade aumentou. Acredito que uma marca deve ser cigana como uma espécie de teste drive do seu produto. Se tudo der certo, é partir para a fábrica própria”, comenta Rodrigo.


O brewpub da Marmota fica na Rua do Resende 38. É o segundo do Rio de Janeiro, onde, até então, só existia o Narreal, em Botafogo, inaugurado em 2019.


Quer fazer um pequeno tour virtual por lá? Confere o reels no instagram da coluna Lupulinário (@lupulinario)

Destaques
Últimas