• Sônia Apolinário

ABCerva vai reunir 40 cervejarias do ABC paulista

Uma nova associação cervejeira está sendo criada. Trata-se da ABCerva que vai reunir 40 marcas do ABC paulista entre fábricas, brewpubs e ciganas.



De perfil tradicionalmente industrial, a área faz parte da Região Metropolitana de São Paulo. O ABC é composto por sete municípios: Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. São mais de 2,7 milhões de pessoas que habitam a região cuja área territorial é de cerca de 900 km. Se fosse um município, seria a 4ª maior cidade em Produto Interno Bruto (PIB) do país.


“Há muita diversidade em termos de perfil de cervejaria, na região, mas não em relação a tamanho. Basicamente, somos micros. Não há ninguém nem de médio porte”, informa Alexandre Machado, dono da T-Rex, uma das poucas marcas com fábrica própria do ABC.


Segundo ele, o principal objetivo da futura associação é fortalecer o beba local. Para isso, a ABCerva vai atuar em três frentes: realizar compras coletivas para baratear a produção e, por tabela, “melhorar” o custo da cerveja; promover vendas diretas para o consumidor e organizar um calendário de eventos que “rode” pelos sete municípios da região.


Em fase de elaboração do estatuto, a ABCerva também pretende atuar de forma a facilitar que a marca cigana da região produza na região. A T-Rex, por exemplo, “abriga” oito delas, mas em 2020, até explodir a pandemia do Coronavírus, 15 ciganos produziam na fábrica, que fica em Diadema.


Segundo Machado, seu maior desafio, como empresário, é melhorar o custo dos seus rótulos para o consumidor. Já para a associação, o grande desafio, de acordo com sua opinião, é “os jogadores jogarem juntos, sempre para frente, até o gol”:


“A cerveja artesanal é mais cara que a industrial. Não temos o mesmo poder aquisitivo de São Paulo, por exemplo, mas acreditamos que a região comporta o consumo desse tipo de produto. Para isso, o consumidor precisa conhecer a produção local, conferir a qualidade dessa produção”, afirma Machado que inaugurou sua cervejaria em 2017, tem uma produção atual de 10 mil litros por mês e 12 rótulos no portfólio.


Das três frentes que a associação se propõe a atuar, a organização de eventos é a mais ativa. Nos próximos dias 4 e 5 de junho, por exemplo, a ABCerva vai realizar uma festa junina. Será em Santo André e contará com a participação de dez marcas integrantes da futura associação (Animal Beer, Bloco 7, Calmaria, Dutra Beer, Menze, Moret, São Bernardo do Campo, Santa Cevada , Suméria e T-Rex) , além de quatro convidadas (Collab Friends, Demokrata, DuVand e Velha Rabugenta).



Leia também: Febracerva é nova entidade do setor de cerveja artesanal



Destaques
Últimas