top of page
  • Sônia Apolinário

Uma lista com sete produções relacionadas com Rússia e Ucrânia e os conflitos na região

Desde o dia 24 de fevereiro, o mundo voltou sua atenção para a guerra entre Rússia e Ucrânia. O embate entre os países, no entanto, é antigo e já foi assunto de diversas produções no cinema e televisão.


Aqui, sete exemplos de produções relacionadas com os dois países e os conflitos na região.


1 - Winter on Fire: Ukraine's Fight for Freedom (2015)



A produção foi indicada ao Oscar de Melhor Documentário em 2016. Acompanha a evolução da manifestação de estudantes ucranianos. O ato, que começou pacífico e pedia pela aproximação dos laços com a União Europeia, acabou se tornando uma grande revolta que depôs o então presidente ucraniano Yanukovych.


"O que era uma manifestação pacífica de estudantes se converte em noventa e três violentos dias de revolução na luta pelos direitos civis na Ucrânia", diz a sinopse do documentário lançado em 2015.


A produção não conta toda a origem do conflito, mas acompanha a grande onda de protestos que aconteceram em Kiev, capital da Ucrânia, entre novembro de 2013 e fevereiro de 2014. O movimento foi um divisor de águas na história do país europeu oriental.


O documentário foi dirigido pelo cineasta norte-americano Evgeny Afineevsky. A produção perdeu o Oscar para “Amy”, produção sobre a vida da cantora Amy Winehouse.


Disponível na Netflix



2 - Entrevistas com Putin (2017)



Ao longo de dois anos, o cineasta norte-amercano Oliver Stone realizou 12 conversas com o presidente da Rússia, Vladimir Putin. Nas entrevistas, são abordados temas como a vitória de Donald Trump nos EUA, o legado de Josef Stalin, as relações com presidentes americanos, a questão da Síria e Ucrânia e a situação de Edward Snowden.


Esta será a primeira entrevista exclusiva de Putin para um veículo do Ocidente desde que assumiu o poder na Rússia, em 2000.


Vencedor de três Oscar, Stone transformou o material em um documentário. São quatro episódios que estão disponíveis no Youtube



3 - Donbass (2018)



Longa- metragem que retrata a realidade de guerra da região de Donbass, na divisa entre Rússia e Ucrânia. O foco é a propaganda e manipulação de informação que a população recebe dos governos. A sinopse oficial informa:


"Quando a guerra é chamada de paz, quando propaganda é anunciada como verdade e quando o ódio é declarado como amor, a vida começa a se parecer com a morte".


Na região da bacia de Donbass ocorrem diversos conflitos civis entre grupos de ambos os lados, além do movimento da Nova Rússia, que pretende anexar regiões ucranianas ao país vizinho. Em meio aos conflitos, surgem situações inesperadas, grotescas, articuladas como uma comédia absurda e violenta dos tempos individualistas em que vivemos.


Para retratar um cenário sociopolítico tão delicado, o cineasta russo-ucraniano Sergei Loznitsa optou por um formato inesperado: a comédia do absurdo, em esquetes. Ao longo de duas horas, uma dúzia de cenas apresentam personagens, cenários e conteúdos diferentes. Mesmo assim, as histórias sobre a região se conectam pelo tom absurdo, que frequentemente irrompe na violência extrema, incluindo cenas desconcertantes de tortura em plano-sequência. A cada momento-choque, outros de comicidade física temperam o molho indigesto.


Disponível para aluguel na Reserva Imovision



4 - Chernobyl (2019)



Sucesso da HBO, a série conta a história da explosão que aconteceu na usina nuclear de Chernobyl. Em 1986, na Ucrânia, o acidente dizimou dezenas de pessoas e acabou por se tornar o maior desastre nuclear da história.


Enquanto o mundo lamentava o ocorrido, o cientista Valery Legasov (Jared Harris), a física Ulana Khomyuk (Emily Watson) e o vice-presidente do Conselho de Ministros Boris Shcherbina (Stellan Skarsgård) tentam descobrir as causas do acidente. Depois do devastador acidente, todos que tiveram contato direto com a radiação da usina sofreram terríveis efeitos colaterais desenvolvendo queimaduras e feridas por todo o corpo. Entre eles, o bombeiro Vasily (Adam Nagaitis), um dos primeiros a chegar no local do acidente. Sua esposa grávida, Lyudmilla (Jessie Buckley), também é exposta a altos níveis de radiação quando finalmente encontra o marido no hospital, em isolamento.


Valery e Ulana enfrentam pessoas extremamente poderosas na tentativa de expor a negligência e descuido por trás do acidente.


A série foi aclamada pela atenção aos detalhes e retratação do local. Mostra as tentativas do governo de controlar os danos naturais e as investigações. O objetivo era tentar camuflar a real dimensão da tragédia.


Disponível na HBO Max



5 - Catarina, A Grande (2019)



A minissérie de quatro episódios retrata os últimos anos do governo de Catarina, A Grande (Helen Mirren), que ao lado de seu marido, tenta expandir o território russo sobre a Crimeia, área ucraniana. A região é estratégica tanto para a Ucrânia como para a Rússia, que atualmente domina o local, após a invasão de 2014.


Catarina fez parte de um Golpe de Estado contra o seu marido, Pedro Feodorovich, quando ele assumiu o trono russo.


A história mostra os dilemas vividos pela monarca, que foi Imperatriz da Rússia durante o século XVIII. O romance que existiu entre ela e o comandante militar Grigori Potemkin também é abordado na obra.


Disponível na HBO Max



6 – A Sombra de Stalin (2019)



O longa da polonesa Agnieszka Holland mostra que a briga entre Ucrânia e Rússia é antiga. A história mostra um jornalista galês, em 1933, que ao se deparar com condições de vida precárias, na União Soviética, passa a ser difamado, atacado e perseguido em uma tentativa de silenciá-lo. Baseado em fatos reais.


Disponível na Netflix


7 - The Earth Is Blue as an Orange (2020)



O longa traz os bastidores da guerra do ponto de vista de moradores da região, geralmente os mais afetados por conflitos. Anna é uma mãe que procura proteger seus quatro filhos, sozinha em Donbass, uma zona de guerra.


Mira, a filha mais velha, sonha em se tornar uma diretora de fotografia. À medida que as bombas caem sobre as casas vizinhas, a família constrói, atua e edita cenas estilizadas de situações perigosas que eles viveram para contar. As recriações de Mira intensificam o drama, usando soldados locais, tanques e até a própria avó para contar histórias aterradoras de sobrevivência.


É uma co-produção Ucrânia-Lituânia. O documentário acumula uma longa lista de prêmios em festivais como Sundance e Berlim


Disponível na plataforma Vimeo


As dicas foram enviadas pelo professor de História Jully Mar Santos:

“Filmes e seriados geralmente nos levam a assistir os movimentos históricos como pano de fundo e acompanhamos a trajetória de personagens que nos comovem. Dessa forma, os acontecimentos tomam um tom até mais humanizado. No entanto, é sempre válido ter uma opinião crítica e avaliar diferentes lados para ter um melhor entendimento", observa.


No início de março, a organização do Festival de cinema de Cannes anunciou que baniu a presença da delegação russa, na edição de 2022, "caso o atual cenário belicoso se mantenha nos próximos meses". O evento está previsto para ser realizado de 17 a 28 de maio.






Comments


Destaques
Últimas
bottom of page