top of page
  • Redação

Museu do Pontal reabre com seis exposições



O Museu do Pontal, referência internacional em arte popular brasileira, reabre hoje (6), após o recesso de fim de ano, com seis exposições instaladas e uma agenda para os fins de semana deste mês, destinada a crianças e famílias.


A programação inclui diversas atividades gratuitas, e as inscrições podem ser feitas na recepção do museu, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, inaugurado em outubro do ano passado.


O público poderá ver as seis exposições inaugurais “Novos ares: pontal reinventado”, sendo uma de longa duração e cinco temporárias, que reúnem 700 conjuntos de obras, com cerca de 2 mil peças do acervo do museu e de importantes coleções convidadas. Por causa dos controles sanitários, a programação dos fins de semana, com jogos interativos, tem capacidade limitada, e o critério de entrada é a ordem de chegada.


Entre as atividades programadas estão a Oficina de Pintura com Tintas Naturais, com Jhon Bermond; a Intervenção de Palhaços: Arte do Cotidiano; a Oficina de Catavento, com rotações especiais; a Oficina de Pipas; e a Contação de Histórias, com o grupo Os Tapetes Contadores de Histórias, que apresentará grandes autores como Ana Maria Machado, Carlos Drummond de Andrade, Graciliano Ramos, Manoel de Barros, Ricardo Azevedo, além de contos populares.


Quem preferir acompanhar a Visita Musicada pela Arte e Cultura Popular Brasileira, com os arte-educadores Beatriz Bessa e Pedro Cavalcante, poderá escolher horários de manhã ou à tarde. A criançada e as famílias vão poder se divertir também com o Baú de Brinquedos Populares, coordenado pela equipe do museu, com ioiôs, bilboquês, petecas, piões, fantoches, elásticos e cordas para pular, giz para riscar amarelinha e bambolês. As esculturas presentes nas exposições, especialmente na Brincares – brincadeiras e brincantes, são a inspiração para a atividade.


A Praça-Jardim do museu é uma atração à parte e um convite para um piquenique. A área aberta tem mais de 3 mil metros quadrados


A diretora curadora Angela Mascelani, que está à frente do Museu do Pontal junto com o diretor executivo Lucas Van de Beuque, disse que a reabertura do espaço cultural, com as exposições e a programação pensada para crianças, dá continuidade à proposta de manter viva a cultura popular. Segundo ela, "o que se faz no museu é plantar o futuro".


Acervo


O acervo do museu, fundado em 1976 pelo artista e colecionador francês Jacques Van de Beuque (1922-2000), é referência em arte popular brasileira e o mais significativo desse segmento no Brasil, com mais de 10 mil obras de 300 artistas. As peças foram reunidas a partir de pesquisas e de viagens que o colecionador fez pelo país.


As visitas ao Museu do Pontal podem ser feitas de quinta a domingo, das 10h às 18h. O acesso às exposições se encerra às 17h30, meia hora antes do horário de fechamento do espaço.



Museu do Pontal fica na Avenida Célia Ribeiro da Silva Mendes, 3300, Barra da Tijuca (Ao lado do condomínio Alphaville), Rio de Janeiro.


Funciona de quinta a domingo, das 10h às 18h


A entrada no museu é gratuita. Porém, a instituição pede "uma contribuição mínima de R$ 20 àqueles que puderem apoiar as atividades do Museu".


Com Agência Brasil



Comments


Destaques
Últimas
bottom of page