• Sônia Apolinário

CasaCor Rio 2019 abre suas portas no edifício Touring, na Praça Mauá

O edifício Touring, de 1926, que durante anos, em décadas passadas, foi o terminal marítimo de passageiros do Rio de Janeiro, na Praça Mauá, é a sede da CasaCor Rio 2019. Até o próximo dia 29 de setembro, 44 ambientes decorados por 63 profissionais poderão ser visitados.

Maurício Nóbrega, Paola Ribeiro, Marcia e Manu Müller, Studio RO+CA, Leila Bittencourt, Paula Neder, Duda Porto e Gisele Taranto são alguns dos decoradores que participam do evento.

Construído em 1920 e inaugurado seis anos depois, o Touring é um prédio em estilo eclético, com elementos do art-déco, projetado pelo arquiteto francês Joseph Gire. Resgatar as antigas funções dos ambientes – há grande variedade de salas de estar, livings e varandas, é um dos objetivos da mostra, segundo informa Patricia Mayer, sócia-diretora de CasaCor Rio.

“Vamos trazer para as salas experiências temáticas diversas, além dos lofts e estúdios que apresentam as ideias do morar atual”, comenta.

No prédio principal, ficarão as salas e livings. Serão três andares dedicados quase exclusivamente à arte de receber, “uma vocação antiga do edifício”, como observa Patricia. No terceiro andar, a varanda com vista para a Baía de Guanabara e para o Museu do Amanhã se transformou em um bar.

No galpão anexo - uma área de 6 mil metros quadrados - a mostra apresenta uma proposta de como seria morar na região portuária. Dividido a partir do projeto de implantação assinado pelo arquiteto Mario Santos, terá, de um lado, o consumo com lojas e áreas comerciais; e do outro, a moradia com lofts e estúdios com metragens que variam de 70 m² a 90m². Ao fundo, a área de lazer dos “moradores”, com o espaço gourmet do evento, além de um Cine Lounge.

O tema dessa 29ª edição do evento é “Planeta Casa” que, de acordo com os organizadores, tem como pilares o tripé: sustentabilidade, afeto e tecnologia. Em termos de “tendência”, isso se traduz em “consumo consciente” (poucos objetos, sem entulhar os espaços) e “artesanal” (peças de crochê, bordadas e rústicas).

A proposta para as paredes é que sejam bem marcadas, divididas em cores e texturas diferentes ou com uso de molduras (boiserie). Nessa linha, as divisórias em diferentes estilos e materiais também estão em alta. Os tapetes aprecem superpostos. Os tetos não são negligenciados e ajudam a dar clima para a casa e os móveis devem ser o menos fixos possíveis, com criação de ambientes no centro dos espaços. Balanços aparecem aqui e acolá.

Serviço

CasaCor Rio 2019

Local: Praça Mauá, s/ nº

Data: de 20 de agosto a 29 de setembro

Horário: de terça a sábado (inclusive feriado), das 12h às 21h; domingo, das 12h às 20h

Ingressos: de terça a sexta-feira ( R$ 50; R$ 25); sábados, domingos e feriados (R$ 60; R$ 30)

Para comentar, aqui

Destaques
Últimas

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolinário