• Sônia Apolinário

Denúncia anônima envolve Spartacus Brewing

A treta cervejeira da semana envolve a cervejaria mineira Spartacus Brewing. Nesta terça-feira (14), um vídeo começou a circular em grupos especializados do segmento onde é feita uma suposta denúncia: o teor alcoólico dos rótulos não conferiria com o informado nos rótulos. O vídeo exibe supostos laudos laboratoriais que comprovariam a denúncia.


Lupulinário entrou em contato com a marca e recebeu a seguinte resposta de Cássio Vallinotti, sócio e cervejeiro da Spartacus:


"Estamos monitorando isso aí. Vamos alinhar tudo com nossos advogados e traremos uma resposta para a nossa audiência".


A Spartacus é uma cigana de Juiz de Fora. Está no mercado desde 2018 e tem se destacado entre os consumidores mais hypes justamente por conta das suas New Englands IPAs, Double e Triple IPAs. Porém, outros estilos também são produzidos.


O ano de 2021 está sendo bom para a marca, em termos de eventos: participaram de vários deles, no exterior. O último foi em novembro, na Antuérpia. Por aqui, participaram da mais recente edição do Mondial de La Bière e seu stand se mostrou bastante concorrido entre o público.


Os planos da marca para 2022 inclui a construção da própria fábrica, em uma cidade do Rio de Janeiro, na divisa com Minas Gerais. O local é uma fazenda histórica e, além da fábrica, terá uma pousada.


Pos-edit

Lupulinário foi ameaçada pela cervejaria de ser processada caso publicasse o vídeo. Assim, retirei do ar. Peço desculpas aos leitores


Pos-edit 2

O posicionamento oficial da cervejaria foi feito em horário tardio, mas emitido com a data dos fatos. Segue o texto na íntegra


Nota Oficial

14/12/2021


"Tendo em vista o vídeo que está circulando no WhatsApp expondo laudos de nossas cervejas contratados por cervejarias ou agentes terceiros, a Cervejaria Spartacus informa aos seus clientes o quanto segue:

Primeiramente, ficamos felizes por nossas cervejas atraírem a atenção dos nossos consumidores e de outras cervejarias do mercado, a ponto de contratarem análises de laboratório dos nossos produtos. Entendemos que é um atestado de qualidade das nossas cervejas, o que sempre foi nosso o objetivo: trazer para o mercado as melhores cervejas possíveis.

Agora o que poucos sabem é que análises laboratoriais de cerveja também podem apresentar várias inconsistências. E, dependendo do método e dos parâmetros utilizados, as inconsistências podem ser maiores ainda, podendo, inclusive, induzir as pessoas a erro! Como exemplo, citamos o uso do equipamento BeerAnalyser para medição de ABV de cervejas turvas, algo que é impossível laboratorialmente falando. Trata-se de um equipamento baseado em refração da luz, assim, cervejas turvas obviamente terão sua leitura prejudicada se não forem previamente submetidas a outros processos laboratoriais. De forma resumida: trata-se de equipamento confiável, mas não apropriado para a medição de grau alcoólico de cervejas turvas.

Outro exemplo de análise laboratorial problemática é o uso de método analítico de destilação para avaliação de teor alcoólico de cervejas de alto ABV (acima de 7,5% aprox.). Isso, porque a detecção de álcool neste tipo de avaliação encontra limites técnicos, não sendo essa avaliação apropriada para bebidas com alto teor alcoólico. Resumidamente, todas as cervejas acima de 7% ABV passadas por método analítico de destilação apresentariam resultados equivocados, para menos, não importando o real teor contido naquela bebida.

De toda forma, esses são apenas alguns exemplos de análises laboratoriais falhas que entendemos serem dignas de menção nesta nota, uma vez que essas foram as análises apontadas nas rasas e inoportunas informações trazidas no vídeo em questão. Em nenhum momento nos deram acesso aos laudos completos e sem isso, não temos sequer como defendermo-nos apropriadamente. Mas por sorte, temos pessoas boas e tecnicamente capacitadas ao nosso lado, que mesmo com as poucas informações que foram irresponsavelmente jogadas ao vento pelos anônimos, conseguiram esclarecer a situação para nós a ponto de trazermos maiores informações aos nossos consumidores.

Ademais, dos breves trechos do vídeo em que aparecem os laudos, é possível verificar que: 1) O método de análise utilizado não é o oficial (EBC - art. 19 IN 65/2019); 2) As análises não foram realizadas em laboratório credenciado pelo MAPA; 3) o método utilizado nos laudos do vídeo é destinado à análise de DESTILADOS, não sendo o oficial nem o indicado para análise de cervejas. Ainda, importante esclarecer que o ABV de 99% dos rótulos de cervejas artesanais Brasileiras é CALCULADO via software de simulação de receitas, não medido. Ou seja, isso não é uma exclusividade da Spartacus, mas sim uma realidade do mercado, uma vez que enviar produtos para análises laboratoriais (ou adquirir equipamentos que façam essa medição automaticamente) é completamente inviável financeiramente para qualquer microcervejaria. De todo modo, podemos assegurar que estamos trabalhando para evoluir, pesquisando e melhorando nossos processos, a fim de encontrar respostas para qualquer tipo de inconsistência que possa ocorrer e as trataremos prontamente. Sendo assim, estamos investindo em equipamentos para melhores controles laboratoriais incluindo medições de álcool na própria cervejaria. Nosso trabalho sempre foi e continuará sendo levar para nossos consumidores a melhor experiência que possamos oferecer.

A respeito do vídeo anônimo e suas motivações:

Até o presente momento a(s) pessoa(s)/cervejaria(s) que solicitou(aram) os referidos laudos não entrou(aram) em contato com a Spartacus. Não houve qualquer questionamento sobre os supostos resultados. Não sabemos sequer se eles de fato existem e se são verídicos. Quem nos conhece sabe o quanto somos abertos ao debate e disponíveis para qualquer conversa que envolva cerveja. O mínimo que esperamos é um contato, os laudos na íntegra, com toda a descrição dos profissionais e metodologias envolvidas, para que possamos averiguar a situação e entender as supostas falhas que podem ter ocorrido. A exposição da cervejaria em vídeo anônimo claramente não favorece o mercado cervejeiro e tem nítido intuito de nos prejudicar. Quisessem realmente ajudar o mercado, ou até os consumidores, bastaria conversar com a gente de forma transparente.

É importante destacar que os laudos mostrados no vídeo em questão, mesmo que de forma parcial, já são suficientes para demonstrar que a metodologia utilizada pelo laboratório em questão não foi a apropriada, tratando-se de laudo sem qualquer valor prático e legal. Como dito, a metodologia utilizada em tal laudo foi a de “destilação”, enquanto para as cervejas de alto teor alcoólico o método legal e apropriado para apuração do % ABV é a “cromatografia gasosa”.

Esconder-se atrás de um vídeo, no qual ocorre ilegalmente a exposição de pessoas e usuários da plataforma Untappd , retira qualquer credibilidade do seu conteúdo, bem como dá indicativos da índole e da intenção dos autores.

Finalmente, importante destacar que o MAPA, único órgão com capacidade jurídico-fiscalizadora sobre as cervejarias, constantemente fiscaliza nossos produtos, ao ponto de que, havendo qualquer problema que seja constatado oficialmente, será prontamente resolvido e arcaremos com nossas responsabilidades, dentro do limite da lei. Em sendo constatada qualquer irregularidade, não nos eximiremos de qualquer culpa. Não acabem com o mercado que todos nós do mercado cervejeiro batalhamos tanto para construir!

Sendo o que nos cabia no momento e certos de que prestamos todos os esclarecimentos necessários aos nossos consumidores, aproveitamos para nos despedirmos desejando boas festas a todos.

Caso ainda tenham qualquer dúvida a respeito deste tema ou de qualquer outro, entre em contato conosco pelo nosso email contato@spartacusbeer.com.br e/ou redes sociais. Por fim, reflita antes de propagar vídeos anônimos e sem fundamentos técnicos (e que nem os autores tiveram coragem de assumir) ou de julgar a empresa sem ter conhecimento, lembre-se que existem pessoas que dedicam diariamente suas vidas e dependem de pequenos negócios. Se sua atitude serve apenas para diminuir ou prejudicar os outros, reveja seus conceitos. Hoje somos nós, amanhã pode ser você.

Cássio Vallinotti Co- Fundadador e Cervejeiro"




Destaques
Últimas