• Sônia Apolinário

Recital online e gratuito usará piano raro do acervo da Casa Ema Klabin

A pianista Cecília Moita faz hoje (sábado, 5 de dezembro), um recital com obras de Edmundo Villani - Côrtes, Adoniran Barbosa e Eduardo Gudin. As músicas serão interpretadas em um piano raro, o Érard de 1912, que compõe a coleção da Casa-Museu Ema Klabin, em São Paulo. A apresentação terá transmissão ao vivo e gratuita, a partir das 19h30. Poderá ser acompanhada pelo canal do Youtube da instituição.

O recital marca o lançamento do 2º volume da revista “Cadernos da Casa-Museu Ema Klabin: Identidades Paulistanas” - publicação que registra e divulga a programação desenvolvida na Fundação Ema Klabin, ao longo de cada ano.


A casa-museu será o palco da apresentação. Para o evento, a pianista escolheu um repertório dedicado ao tema “Identidades Paulistanas”, trabalhado na programação de 2019, da Fundação. A live contará com a presença de Emmanuele Baldini comentando a respeito do piano e sobre o repertório.


“Cada edição da revista contém três seções: o Dossiê, uma seção composta por textos produzidos por pesquisadores/professores que realizaram palestras ou cursos relacionados ao tema anual do museu; a seção Rizomas, que abre espaço para outras realizações dos diversos núcleos de trabalho de nossa equipe ou curadores convidados, e uma seção destinada a promover uma reflexão sobre livros da biblioteca”, explica Paulo de Freitas Costa, curador da Casa-Museu Ema Klabin.


Entre os temas abordados na edição estão, por exemplo: “São Paulo na literatura” (Ana Beatriz Demarchi Barel), “Sons da Paulicéia” (Marco Prado), “Literatura de cordel contemporânea” (Ronaldo Vitor da Silva), “Adoniran em partitura” (Tomas Bastian) e “Indígenas identidades paulistanas” (Carlos José F. Santos).


Para fazer o download gratuito do segundo volume dos Cadernos da Casa Museu Ema Klabin é preciso apontar o celular para o QR-code na tela do canal, durante a transmissão da live.


Sobre Cecilia Moita

Natural de São Paulo, é pianista da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo e pianista correpetidora no Instituto Baccarelli. Cecília iniciou seus estudos de piano aos 4 anos. Em 1985 bacharelou-se pela Unesp no curso de Educação Artística com habilitação em Música. Simultaneamente, seguiu seus estudos de órgão, piano popular e erudito. Em 1995, frequentou o Curso de Arranjo e Improvisação com Nelson Ayres e em 1997, curso de Jazz – JVC, na Manhattan School of Music (Festival de Jazz de Nova York). Em 2017 concluiu o curso de pós-graduação na Faculdade Santa Marcelina em pedagogia do piano. Desenvolve amplo trabalho de camerista, tendo acompanhado em recitais e Master Class músicos como: Philip Smith, Alexandre Baty (trompete), e Emmanuel Pahud (flauta), Pierre Volders (trombone), Jason Bergman (trompete) e Julian Rachlin (violino), Jorgen van Rijen (trombone), Pacho Flores (trompete) e Adrian Welleman (trombone).


Sobre Emmanuele Baldini

Italiano, Baldini é o atual diretor artístico da Orquestra de Câmara -Sphaera Mundi, de Porto Alegre. Ele iniciou seus estudos musicais em Trieste com Bruno Polli, aperfeiçoando-se em Genebra com Corrado Romano, e em Salisburgo (Áustria) e Berlim (Alemanha) com Ruggiero Ricci. Mais recentemente, especializou-se em regência com Isaac Karabtchevsky e Frank Shipway.


Repertório:


- Essas lágrimas sentidas, atribuído a José Nunes Garcia

- Lundum,anônimo, séc.XIX

- O coração partido, F. L. G. de Varnhagen

- 5ª Valsa de Esquina, Francisco Mignone

- Congada, Francisco Mignone

- Lenda sertaneja nº2, Francisco Mignone

- Valsa nº9, Camargo Guarnieri

- Feitio de oração, Noel Rosa/Vadico

- Teu orgulho acabou,

Adoniran Barbosa/Viriato dos Santos

- É cedo, Adoniran Barbosa/Totó

- Mamaô, Adoniran Barbosa/Paulo Noronha/Raymundo Chaves

- Gente Humilde,'Garoto' Aníbal Augusto Sardinha

- Paulistana nº 1, Claudio Santoro

- Rapaziada do Brás, Alberto Marino

- Toada nº6, Osvaldo Lacerda

- Balada para as flores, E. Villani-Côrtes

- Paulista, Eduardo Gudin

Destaques
Últimas

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolinário