• Sônia Apolinário

Primeira chef indígena do país apresenta suas receitas no MasterChef Brasil

O sétimo episódio do MasterChef Brasil terá como convidada especial Kalymaracaya, a primeira chef indígena do país. O programa vai ao ar na terça-feira (17), às 22h30, na Band.


Kalymaracaya foi o nome adotado por Letícia Mendes Nogueira. Natural de uma tribo Terena, nasceu na aldeia Bananal, em Aquidauana, no Mato Grosso do Sul. Ela é Formada em Turismo e Gastronomia, com pós-graduação em História e Cultura Indígena.


Em entrevista para o site Mulheres na Gastronomia, ela contou que começou a cozinhar ainda criança, quando ajudava a mãe, a avó e a tia, na preparação dos alimentos. Na adolescência, aprendeu a fazer muitas receitas vendo programas culinários.


Decidida a trabalhar com gastronomia, percebeu, ao longo da sua formação, que pouco ou quase nada havia sobre a tradição culinária indígena e decidiu se especializar na comida ancestral brasileira.


Castanha de bocaiuva, pequi, cumbaru, castanha-do-Pará, palmito guariroba, bacuri, guavira, carnes de caça, peixes de rio, mandioca, batatas, inhames, trevo de três folhas e café de fedegoso são os ingredientes mais corriqueiros na cozinha de Kalymaracay.


No MasterChef, ela vai apresentar receitas como o peixe assado na folha de bananeira; o biju - um tipo de biscoito doce feito a partir de um dos inúmeros subprodutos da mandioca; e uma massa preparada com piracuí, que é uma espécie de farinha de peixe. Os participantes do programa terão que reproduzir alguns dos pratos da chef, que, ao final, escolherá o melhor.


Aos 38 anos, Kalymaracay ainda vive na região em que nasceu. Porém, faz constantes viagens para diversos cantos do país, para dar palestras ou participar de eventos gastronômicos. Kaly” significa pequeno e “maracaya”, gato, formando o nome de origem indígena que significa “gatinha”.



Confira a íntegra da entrevista de Kalymaracay para o site Mulheres na Gastronomia

Destaques
Últimas