top of page
  • Sônia Apolinário

Ocupação de uma escola por alunos é trama central do filme infanto-juvenil 'Selvagem'.

A ocupação de uma escola por seus alunos é o tema em torno do qual gira “Selvagem”. O filme, que tem Lucélia Santos e o rapper Rincón Sapiência no elenco, faturou 32 prêmios em 10 festivais, sendo oito deles como melhor filme. O longa estreia hoje (2 de dezembro) em seis cidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte , Brasilia, Salvador e Maceió.

O diretor Diego da Costa fez uma produção voltada para o público infanto-juvenil. A história é conduzida por Sofia (Fran Santos) e Ciro (Kelson Succi). Eles são dois alunos de uma escola pública que sofre com a falta de merenda, problemas de infraestrutura e ameaças de fechamento por causa de novas medidas do governo.



Quando os estudantes iniciam a ocupação, como forma de protesto, eles não se unem ao movimento de imediato. A estudiosa Sofia só pensa na sua prova do ENEM, enquanto o sonhador Ciro dedica seu tempo à poesia. Aos poucos, porém, eles vão entendendo a importância do movimento e se integram à ocupação. Ao mesmo tempo, aumenta a pressão da sociedade, via polícia, para que os alunos desocupem a escola, nem que seja à força.


A trama soa familiar e poderia ser um documentário. Porém, é ficção ainda que baseada em fatos reais. O longa foi filmado em 2018, em uma escola pública de São Paulo, e, no ano seguinte, começou a “frequentar” o circuito dos festivais. Segundo o diretor, vários integrantes do elenco participaram de alguma ocupação, em 2015, e ajudaram na elaboração no roteiro.


“Existe um lugar em que ‘Selvagem’ se colocou, involuntariamente. Um lugar onde sua relação com o tempo presente é muito forte e pulsante, no sentido de ser um filme de ficção inspirado em fatos, mas sem o distanciamento histórico habitual, como observamos em outros filmes do gênero, como ‘Marighela’ ou ‘Carandiru’, para citar apenas dois exemplos. As pessoas que assistem contam que é como se elas estivessem revivendo tudo que viveram, há pouco tempo. Ou seja, o filme mexe com afetos presentes. Além disso, ‘Selvagem’ tem uma relação muito forte com qualquer pessoa que tenha um cotidiano na escola pública e acredita na escola pública. Tendo vivido uma ocupação ou não”, afirma o diretor.



Commentaires


Destaques
Últimas
bottom of page