• Sônia Apolinário

'Noites de Alface' oferece quebra-cabeças poético para o público

Um quebra-cabeças formado por peças “reais” e “ficcionais” que o público terá que “montar” é o desafio oferecido pelo longa “Noites de Alface”, que estreia quinta-feira (24 de junho), nos cinemas. Filmado na ilha de Paquetá (RJ) tem como protagonistas Marieta Severo e Everaldo Pontes. Em uma pequena cidade, onde nada parece acontecer, um crime vai movimentar a vida dos moradores. Será que você vai matar a charada e completar o quebra-cabeças?

Marieta interpreta Ada, mulher de Otto (Everaldo). No papel de cidade-pequena-perdida-no-tempo-onde-nada-acontece, está Paquetá, onde, “por acaso”, mora o diretor Zeca Ferreira. A narrativa embaralha presente e passado; realidade e imaginação ao “retratar” o cotidiano do casal. Atenção na iluminação que ali tem pistas do que se trata.

“Ada é luz, cor. Ela faz uma ponte entre a rua e a casa, onde Otto vive enfurnado. Ela é uma pessoa em paz com a vida dela de pequenos acontecimentos, em uma cidadezinha perdida no tempo”, comentou Marieta Severo que, no momento, também pode ser vista na TV, na novela “Um lugar ao sol” (Rede Globo), na pele da Vó Noca, uma mulher simples, mas ativa.

Como Otto sofre de insônia, Ada prepara para ele chá de alface, receita “tiro e queda”, que ajuda a dormir, que ela herdou da mãe. Nas noites insones, Otto observa os pequenos movimentos e os silêncios da cidade.

O sumiço repentino do carteiro Aidan (Pedro Monteiro) deixa Otto cada dia mais intrigado. Enquanto devora livros de suspense, ele vasculha suas lembranças para tentar encontrar alguma pista sobre o carteiro sumido. Além disso, passa a espiar pela janela a rotina dos vizinhos. São eles o farmacêutico Nico (João Pedro Zappa), especialista em bulas de remédio e inconveniente nas horas vagas; a excêntrica Dona Iolanda (Teuda Bara); Teresa (Inês Peixoto) e seus cachorros barulhentos; Mayu (Lumi Kim) e seu avô, o velho Taniguchi (Antônio Sakatsume), um japonês ex-combatente de guerra que sofre do mal de Alzheimer; e o carteiro principal da cidade, Aníbal (Romeu Evaristo).


A história foi inspirada no romance homônimo da escritora e jornalista Vanessa Barbara. O filme marca a estreia do premiado diretor de curtas e documentarista carioca Zeca Ferreira na direção de um longa de ficção. Ele também assina o roteiro. Cria do Grupo Galpão, incluiu atores da companhia teatral no elenco (Teuda Bara, Inês Peixoto e Eduardo Moreira),

As filmagens foram feitas em 2018. A estreia nos cinemas está mais de um ano atrasada por conta da pandemia do Coronavírus. Porém, a equipe comunga da opinião que “Noites de Alface” chega em boa hora, para o público.


“É um filme poético, delicado, que fala de ficção. Quase não acontece nada naquelas vidas, mas tudo muda quando se entra na imaginação dos personagens. Ali há uma riqueza infinita. Nesse momento, um filme tão poético chega em um Brasil tão avesso e contrário a todos os valores que dizem respeito à poesia. Tudo é feito hoje para asfixiar a poesia, a beleza, enquanto se exaltam as armas, o autoritarismo e o obscurantismo. O filme é uma pequena chama, em um momento de tanto peso e asfixia”, observou Marieta, que contou ter passado, na infância, muitas férias em Paquetá.

Everaldo percebe um paralelo entre o momento atual e seu personagem no que diz respeito à “falta de perspectiva, como ator e como cidadão, enquanto esse grupo fascista estiver no poder”.

Para Zeca, o país está “doente”:

“Um país que nega a ciência, que nega o básico do básico, é um país perdido. Chega de mentiras. Deixem a ficção para nós, os profissionais”.

Na opinião do diretor, questões como perdas, solidão e isolamento social, que aparecem no filme de forma sutil, acabaram por ganhar amplificação por conta da pandemia do Coronavírus.


Na vida real, Marieta testou positivo para o Covid19, enquanto participava das gravações da novela. No filme, ela passa o tempo montando quebra-cabeças com milhares de peças. Sem pressa, mas focada em resolver o desafio que se impõe de buscar uma solução para que as peças se encaixem. E isso também pode ser uma dica.


Confira o trailer


Destaques
Últimas