top of page
  • Sônia Apolinário

Luto por uma das vítimas do rompimento da barragem de Brumadinho vira documentário

Um passeio pelo luto de uma pessoa. Assim é o documentário "Ode ao choro", disponível gratuitamente na plataforma SESC Digital até 26 de janeiro.



A pessoa em questão é a própria diretora da obra, Cecília Engels. O luto é pela morte da amiga de infância Camila, uma das 250 vítimas do rompimento da barragem de Brumadinho (MG), sob responsabilidade da Vale S.A.. Ocorrido em 219, essa tragédia social e ambiental segue impune. Conhecida como Tatá, Camila morreu aos 33 anos, junto com seu irmão, pai e madrasta.


Em busca da restauração do trauma pela morte da amiga, a diretora se encontra com algumas pessoas que a estimulam a falar sobre a morte e o luto. Por um recorte autobiográfico, ela vira personagem da obra para falar sobre seus medos, sua fé e sua percepção da morte.


"Nesses três anos, percebo que já vivemos algumas fases. Logo no começo é o choque da perda, o luto, a busca por coisas que nos estimule a seguir em frente. Agora o que me desilude é a impunidade. Passo bastante tempo pensando e conversando sobre ela. A banalização de atos criminais contra a vida e contra o meio ambiente me provoca tamanha indignação. Não se pode explorar o minério a qualquer custo, o estado precisa ser rígido nos critérios de operação desta atividade. As mineradoras também estão contaminando rios, criando disputas de territórios, perseguindo ativistas", comenta a cineasta.

O filme faz parte 4a Mostra de Cinema Paulista, promovida pelo SESC. O documentário acompanha a diretora durante o mês de outubro de 2019, quando, ainda tomada por um luto com o qual tinha dificuldade de lidar, Cecília procurou diversas tipos de terapias que a ajudariam a enfrentar aquele momento. Na obra, ela define seu documentário como "uma maneira de esvaziar a racionalidade" para poder continuar com sua vida. "Ode ao choro" acentua também a impunidade no país e cobra por justiça.


Veja o filme, aqui







Comments


Destaques
Últimas
bottom of page