• Sônia Apolinário

Live do Teatro Rival Refit marca os três anos da morte de Luiz Melodia

A história do cantor e compositor Luiz Melodia com o Teatro Rival é uma história de amor e cumplicidade. Foi na tradicional casa da Cinelândia – hoje Teatro Rival Refit, no Rio de Janeiro, que Melodia gravou o CD “Acústico ao vivo”, em 1999, e onde ele se apresentava, pelo menos, uma vez por ano, sempre com lotação esgotada. Na próxima terça-feira (4 de agosto), no dia em que faz três anos de morte do artista, o teatro vai homenageá-lo numa live de duas horas de duração, a partir das 16h, que contará com a participação de vários cantores e amigos.

Idealizada pela jornalista Carla Paes Leme, gestora das redes sociais do Teatro Rival Refit, a live será comandada pelo produtor musical Marcus Fernando e terá participação de Jards Macalé – amigo do homenageado –; Pedro Luís, que acaba de lançar um trabalho só com músicas do Negro Gato; Chico César; Moyseis Marques; Marcos Sacramento; Elisa Lucinda; Renato Piau – parceiro e que acompanhou Melodia em shows durante décadas – e, claro, Zezé Motta, grande intérprete da obra do saudoso artista. No repertório da live, estarão sucessos como “Pérola negra”, “Estácio Holly Estácio”, “Juventude transviada”, “Congênito”, “Fadas” e “Dores de amores”.

Diretora do teatro e amiga da família, a atriz Angela Leal também vai participar, assim como o rapper Mahal Reis, filho do homenageado. A live será transmitida pelo perfil do Teatro Rival Refit no Instagram.

Ouça em #osomdopost, na Rádio do #Comunic, Luiz Melodia cantando "Estácio, Eu e Você", em postagem feita na data da morte do artista: 4 de agosto de 2017

Para comentar, aqui

Destaques
Últimas

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br