• Sônia Apolinário

Pela primeira vez, início do solstício de verão em Stonehenge será transmitido ao vivo

Todos os anos, milhares de pessoas se deslocam para a planície de Salisburg, a 130 km de Londres, para acompanhar um nascer do sol. Lá, no dia 21 de junho, o sol nasce em perfeita exatidão sob a pedra principal do monumento de Stonehenge. Este ano, por conta do isolamento social como medida de combate ao Corona vírus, o local está fechado para o público. Porém, o English Heritage, organização responsável pela administração do monumento, fará, pela primeira vez, uma transmissão ao vivo desse momento que marca o solstício de verão - o amanhecer do dia mais longo do ano para eles. A transmissão começa hoje (sábado, dia 20, a partir das 17h26 (horário de Brasília).

Patrimônio da humanidade, Stonehenge é uma das mais impressionantes construções megalíticas do mundo. Datado de 3100 anos a.C a 2075 anos a.C. é o vestígio mais bem preservado do Período Neolítico do planeta. Exibe uma formação de enormes e pesadas pedras (cada uma com aproximadamente cinquenta toneladas) arranjados em forma circular.

Este círculo de pedra, além de se alinhar com o nascer do sol no solstício de verão, produz o mesmo "efeito" nas diferentes fases da lua e também no solstício de inverno, que é o dia mais curto do ano, na região. Especula-se que teria sido construído baseado nos ciclos agrícolas de plantação e colheita. Também seria utilizado em rituais religiosos.

A inédita transmissão ao vivo do nascer do sol do dia 21 de junho de 2020 poderá ser assistida pelo Facebook e pelo YouTube. No Brasil, poderá ser acompanhada a partir das 17h26. O nascer do sol está previsto para 00h52 (horário de Brasília).

Saiba mais sobre Stonehenge

Para comentar, aqui

Tags:

Destaques
Últimas

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolinário