Há 50 anos, no dia 10 de abril, o mundo ficava órfão dos Beatles

Há 50 anos, em um dia 10 de abril, foi decretado o fim de uma banda que se tornou “mais popular do que Jesus Cristo”. Naquele dia, Paul McCartney comunicava sua saída dos Beatles e, dias depois, lançava seu primeiro álbum solo. 

 

Um ano antes, John Lennon já tinha avisado para os companheiros de banda que estava de saída. Porém, acabou ficando até Paul tornar público o fim dos Beatles. Foi Lennon quem, em 1966, disse a polêmica frase “os Beatles são mais populares que Jesus Cristo”, em uma entrevista para um jornal britânico.

 

"McCartney" é o nome do primeiro álbum solo de Paul. Foi oficialmente lançado, no Reino Unido, uma semana após o anúncio do fim dos Beatles. No disco, o músico toca todos os instrumentos. Ele também gravou todos os vocais, com exceção de algumas vocalizações que ficaram por conta de sua esposa na época, Linda McCartney.

 

O álbum é composto por músicas criadas durante o período de retiro espiritual dos Beatles, na Índia em 1968, e que ficaram fora dos últimos discos do grupo. Seu grande hit foi a música "Maybe I'm amazed", que é sucesso até hoje.

 

A última vez que os quatro Beatles gravaram, juntos, foi  em  20 de agosto de 1969, no lendário estúdio Abbey Road, para o disco que também se chamaria Abbey Road - nome da rua no bairro londrino de Camden que ficou imortalizada em uma das imagens ícones do grupo: seus integrantes caminhando sobre uma faixa de pedestre, próxima ao estúdio.

            

John (1940-1980), Paul (77 anos), George Harrison (1943-2001) e Ringo Starr (79 anos) começaram a tocar juntos como banda em 1962. Divergências artísticas e a morte do empresário do grupo, Brian Epstein, em 1967, por overdose, são tidas como a causa do fim da banda.

 

Para marcar os 50 anos do fim da banda, o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), fez um levantamento para identificar a música do grupo mais executada, no país. A "vencedora" foi "Come Together”, primeira faixa do disco “Abbey Road”,  a mais tocada nos últimos cinco anos, até  2019, nos principais segmentos de execução pública.

 

No banco de dados do Ecad, os Beatles tiveram até agora 7.778 gravações com versões de suas músicas. As cinco músicas mais regravadas, em ordem, foram “Yesterday”, “Hey Jude”, “Eleanor Rigby”, “Lei It Be e “Something”.

 

Os autores ou seus herdeiros continuam a receber os direitos autorais pela execução pública das músicas dos Beatles. A obra só cairá em domínio público após 70 anos da morte do autor (ou do último autor, em caso de parcerias).

 

    

   

                                                                 Para comentar, aqui

 

 

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google +
Please reload

Destaques

Cervejarias do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo marcam presença no Talk Chopp com a Lupulinário em maio

04/05/2020

1/5
Please reload

Últimas
Please reload

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br