Beer sommeliers fazem balanço cervejeiro de 2019 e apontam tendências para 2020

28/12/2019

Para fazer um balanço cervejeiro de 2019, Lupulinário convidou alguns beer sommeliers para opinar a respeito do ano a partir de quatro itens: o melhor do ano, grata surpresa, tendências e já deu!

 

Por que beer sommeliers? Porque, por dever de ofício, acabam por conhecer não apenas vários rótulos, mas os diversos elos da cadeia produtiva da cerveja. O critério para a escolha dos profissionais ? Técnico afetivo. E a Lupulinário também deu seus pitacos.

 

 

Aline Araújo

O melhor do ano:

Esse ano rolou muita coisa boa! Vários festivais bacanas, concursos, novas cervejarias, o Norte e Nordeste crescendo na cena... tudo lindo! Um destaque bem interessante que rolou esse ano foi a vinda do Randy Mosher para o Brasil, concomitante ao lançamento do seu livro traduzido para o português, com aulas rolando em São Paulo, Porto Alegre e no Rio de Janeiro. Gostaria de ver mais iniciativas assim! Sempre bom ouvir esses mestres e ampliar o acesso de livros consagrados como os de Randy. 

 

Grata surpresa:

Percebo mais criatividade e maturidade de nossos cervejeiros brasileiros. Parece que, aos poucos, estão abrindo os olhos para o uso de insumos locais, com DNA brasileiro, sejam cafés, frutos, especiarias ou madeiras. Que continuem assim!

 

Tendências para 2020:

Cervejas ácidas em geral, sejam releituras de estilos clássicos (Gose ou Berliner Weisse) ou novidades (Catharina Sour). Cepas híbridas de levedura e adição de frutas frescas e especiarias estão em uma curva ascendente, nos últimos anos, e devem continuar - Assim espero, porque eu amo muito tudo isso! (rs)

 

Já deu!

Cervejas com lúpulo em demasia, em especial no amargor. Acho que já descobrimos o nosso limite e agora #backtobasics. Vamos voltar a apreciar a elegância de uma boa cerveja equilibrada que tem tudo a ver com nosso Brasil tropical. Vamos deixar as bizarrices para os norte-americanos. (rs).

 

 

 

Cristiane Libânio

Melhor do ano e grata surpresa:

Elephant Gravyard, da Hocus Pocus (Imperial Pastry Sout, com amendoim e chocolate, 13% ABV). Que cerveja sensaciona! A conheci no Festival das Confrarias, que também foi sensacional.

 

Tendências para 2020:

Teremos a abertura de novas cervejarias promissoras, principalmente em Niterói (RJ), onde há incentivo do município para isso.

 

Meu desejo e Já deu!

Que em 2020 apareçam mais cervejas maltadas, semelhantes ao estilo inglês, bem  escassas em nosso mercado e que sumam essas Sours pois, para fazer cara feia, já bastam os péssimos exemplos de nossos políticos. (kkkkkk)

 

 

Edu Pelizzon

O melhor do ano:

Parceria do Instituto da Cerveja com a Heineken para levar a cultura cervejeira para mais e mais gente; expansão das cidades e cursos do Instituto da Cerveja;  lançamento de cervejas especiais sem álcool e sem glúten;  evolução da Cervejaria Bella Vista no Rio Grande do Sul e Santa Catarina; lançamentos dos barrel room da cervejaria Imigração com cervejas Sours; redução dos preços nas gôndolas de supermercados transformando o produto mais acessível a mais gente.

 

Grata surpresa:

Novos cursos de ensino e educação cervejeira; profissionalização das associações de cervejarias para melhorias no segmento;  novos negócios na cadeia de suprimentos e serviços ao consumidor;  continuidade para novos sabores e testes curiosos.

 

Tendências para 2020:

Mais boas Lager no mercado; com a atualização da legislação, mais coisas malucas também.

 

Já deu!

Produto ruim sendo entregue ao consumidor por cervejarias despreparadas;  compra de espaço em gôndolas de redes de supermercados;  guerra de gêneros;  discriminação;  venda de cervejas sem registro no MAPA;  sommelier de cervejas não valorizando a profissão; atendimento ruim em bares cervejeiros;  atendimento despreparado em restaurantes e outros locais que vendem cervejas especiais;  copos sujos em eventos, bares e restaurantes.

 

 

Jayro Neto

O melhor do ano:

Mondial de la Bière São Paulo; Slow Brew  São Paulo;  palestras com Randy Mosher e Stan Hieronimus promovidas pela editora Krater.

 

Grata surpresa:

Saison Spontaneous #1 da Cervejaria Zalaz (cerveja fermentada direto em barris de madeira com cultura de leveduras própria da cervejaria e adição de zest de laranja lima fresco, 6% ABV).

 

Tendências para 2020:

Consolidação de mercado - o mercado cigano está saturado, a tendência é a redução dos players. A busca incessante por novos rótulos continuará tendência de consumo, infelizmente.

 

Já deu!

Por mais que acredite que a tendência continue, Pastrys Stouts já passaram (e muito) da conta.

 

 

Paulo Junior

Melhor do Ano:

No Rio de Janeiro, sem dúvida, a inauguração do Narreal Brewhouse, o primeiro brewpub carioca, que se tornou não apenas um ponto de produção massiva de cervejas colaborativas, como também um dos melhores (se não o melhor) lugar para beber, atualmente, na cidade. 

 

Grata Surpresa:

O grande movimento no Mondial de la Bière, sobretudo do público leigo, após o evento ter registrado muitos problemas no passado, o que fez com que a expectativa sobre ele não fosse das mais altas para este ano.

 

Tendências para 2020:

O bar da cervejaria Masterpiece, que está para ser inaugurado, em Niterói (RJ), promete ser uma grande atração em 2020, não só pra quem mora na cidade,  mas também para quem estiver de passagem por Niterói.

 

Já Deu!

Confesso que já cansei de Pastry Stouts. Espero que não permaneça como tendência para o ano que vem.

 

 

Pedro Ribeiro

Melhor do ano:

Surgimento de novos brewpubs na cidade do Rio de Janeiro, facilitando e estimulando um novo público a conhecer mais sobre a cerveja artesanal; um maior investimento das cervejarias artesanais no envase de latas.  

 

Grata surpresa:

Narreal Brewhouse e Rayz On Tap - Eu sei, eu sei...sou suspeito...rsrs

 

Tendências para 2020:

Brewpubs. Acredito cada vez mais neste modelo de negócio para viabilizar o mercado de cervejas artesanais e aproximar mais o novo público deste universo de maneira mais descontraída e natural;  Hoperários, nova fábrica com bar em Volta Redonda!

 

Já deu!

Que os bares e pubs possam voltar a encher todos os dias da semana, sem crise; hegemonia das IPAs - Espero que tantos outros estilos de cerveja possam entrar com maior frequência nos tap lists para que pessoas que estão começando a conhecer cerveja artesanal possam entender a dimensão do que este universo tem a oferecer.

 

 

Rodrigo Sawamura

Melhor do ano e grata surpresa:

Coisas boas, no campo político, foi a aprovação da instrução normativa que libera

ingredientes e regula parte das obrigatoriedades nos rótulos; nos eventos,  Slow Brew sempre muito bem organizado; manutenção no ritmo de crescimento das cervejarias artesanais. 

 

Tendências para 2020:

Acho que outras bebidas alcoólicas de caráter artesanal vão ganhar ainda mais espaço como  destilados, licores, drinks e kombuchas;  chutaria que estilos ácidos e em madeira continuarão em alta.

 

Já deu!

Os eternos mimimis e a radicalização de pensamento.

 

 

Lupulinário

Melhor do ano:

A produção brasileira de lúpulo, com belas plantações em todo o país; mais atenção para questões relacionadas com meio ambiente e sustentabilidade por parte das cervejarias; busca por novos modelos de negócios mais colaborativos. 

 

Grata surpresa: 

 

As várias iniciativas de cervejarias em fazer diversos tipos de bebidas como ou sem álcool, ampliando as perspectivas de negócios para a marca e também a oferta de bebidas especiais para os consumidores. Sem falar nas cervejas com receitas muito criativas, explorando ingredientes nacionais.

 

Tendências para 2020:

Como moradora de Niterói (RJ), acompanho de perto o trabalho de cervejeiros da cidade na criação e desenvolvimento da Vila Cervejeira. Acredito que o local tem tudo para ser ampliado e se tornar referência, no próximo ano; os brewpubs continuarão surgindo em todo o país porque se mostram ótima opção de modelo de negócio para pequenas marcas e podem se tornar os “botecos” das cervejas especiais; olho nas leveduras, elas podem vir a representar muitas novidades no segmento.

 

Já deu!

Estou saturada de NE Ipas, Dipas, Triplas; promoção de cerveja com prazo de validade perto do vencimento sem que isso seja informado para o consumidor; evento que não se preocupa com o lixo que produz

 

Para comentar, aqui

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google +
Please reload

Destaques

Paraty comemora inesperada produção de cacau

26/03/2020

1/5
Please reload

Últimas

28/03/2020

22/03/2020

Please reload

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br