A norte-americana Elizabeth Bishop será a homenageada da Flip 2020

A norte-americana Elizabeth Bishop (1911-1979) será  a escritora homenageada  da Festa Literária de Paraty 2020. A 18ª edição da Flip será realizada de 29 de julho a 2 de agosto.

 

Considerada uma das mais importantes poetisas a escrever na língua inglesa, no século 20, ela morou no Brasil por vinte anos (1951-1971), em grande parte, por conta do seu relacionamento amoroso com a arquiteta Lota de Macedo Soares (1910-1967), uma das criadoras do projeto do Parque do Flamengo (RJ).

 

Vencedora do Prêmio Pulitzer na categoria Poesia (1956), Elizabeth Bishop, em 1976 foi a primeira mulher a receber o prêmio internacional Neustadt de Literatura. Com ela, a Flip homenageará, pela primeira vez, um autor estrangeiro. A partir de Elizabeth Bishop, o evento dará atenção às cartas como gênero literário e também a questões relacionadas com traduções de obras.

 

"Bishop teve uma relação difícil, crítica e também apaixonada pelo Brasil. Ela escreveu muitas cartas - até 40 em um mesmo dia. Sua produção poética, porém, é concisa, escreveu 101 poemas e ainda fez vários artigos. Ela também pintava e nós vamos falar sobre isso também na programação, bem como esse caso de amor com a Lota, uma presença gigantesca na relação dela com o Brasil”, comenta a curadora Fernanda Diamant, que desempenhou a mesma função no evento, ano passado. Ela anunciou o nome da homenageada hoje (25) à noite, em evento especialmente produzido com esse objetivo, que contou com leitura de textos de Elizabeth Bishop.

 

Um detalhe da biografia da homenageada promete causar polêmica, na Flip 2020: em carta a amigos estrangeiros, se manifestou favorável ao golpe militar de 64, que definiu como "revolução rápida e bonita".

 

O diretor Bruno Barreto lançou, em 2013, o filme "Flores Raras" sobre o triângulo amoroso vivido entre Elizabeth Bishop, Lota de Macedo Soares e Mary Morse. No longa, foram interpretadas, respectivamente, por Miranda Otto, Glória Pires e Tracy Middendorf. O pano de fundo para a história amorosa são os aspectos culturais e políticos do Brasil de 1950-1960.

 

                                               Clique na foto e veja o trailer do filme

 

 

                                                                 Para comentar, aqui

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google +
Please reload

Destaques

Ambev e Pratinha se unem em busca de inovação cervejeira

14/11/2019

1/5
Please reload

Últimas
Please reload

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br