Criada a Companhia Brasileira de Cerveja Artesanal

Foi oficialmente formada a Companhia Brasileira de Cerveja Artesanal. As cervejarias Leuven (SP) e Schornstein (SC) formalizaram a fusão das marcas, o que resultou na CBCA Brasil. Até o final do mês, a nova empresa fará o comunicado oficial ao mercado. 

 

A CBCA Brasil está avaliada em 25% a mais do que o valor da soma das duas cervejarias. A expectativa de faturamento para o próximo ano é de R$ 30 milhões com a produção de 200 mil litros, por mês. 

 

Em 2024, deve abrir seu capital e lançar ações no mercado.

 

A criação da nova empresa acontece três meses após a assinatura de um Memorando de Entendimento (Memorandum of Understanding, “MoU”) pelas cervejarias.

 

A fusão significa, na prática, que será possível para a Leuven produzir na fábrica da Schornstein, em Pomerode, e vice-versa. A cervejaria paulista tem capacidade produtiva de 70 mil litros / mês, enquanto a catarinense alcança 150 mil litros / mês. A Leuven também é sócia de uma fábrica, ainda em construção, em Salvador (BA). O que significa que as marcas também terão um porto seguro no Nordeste do país.

 

A expectativa é que uma terceira marca faça parte da CBCA Brasil.

 

Em agosto, um mês após a assinatura do MoU, a Leuven captou R$ 5 milhões, em uma terceira rodada de equity crowdfunding. As outras duas renderam cerca de R$ 8 milhões. Atualmente, a marca paulista tem 700 sócios que, com a fusão, se tornaram, automaticamente, sócios da CBCA Brasil.

 

Para comentar, aqui

 

 

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google +
Please reload

Destaques

Ambev e Pratinha se unem em busca de inovação cervejeira

14/11/2019

1/5
Please reload

Últimas
Please reload

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br