Sebrae Rio leva seu Centro de Artesanato para a feira Tiradentes Cultural

No próximo sábado (5), é celebrado o Dia da Micro e Pequena Empresa. Para marcar a data, o Sebrae Rio vai levar o seu Centro de Referência do Artesanato Brasileiro para fora das suas instalações. O CRAB atravessa a rua em direção à Praça Tiradentes e reforça a programação da feira Tiradentes Cultural. Vai rolar até flash mob. Lembrando que, como é o primeiro sábado do mês, a Rua do Lavradio, bem ao lado, estará tomada com a sua tradicional Feira do Rio Antigo. É programação gratuita no Centro histórico do Rio de Janeiro.

 

 

A edição especial da feira da Tiradentes Cultural começa às 13h. Batizada de Prima Vera, ganhará um novo espaço para exposição e venda de peças de designers brasileiros: o Mercado de Arte e Design Tiradentes Cultural, iniciativa em parceria com a área de Economia Criativa do Sebrae Rio.

 

Na porta do CRAB, um flash mob movimentará a programação a qualquer momento. O Sebrae Rio terá um lounge para orientação empresarial, em parceria com o movimento Empresa Júnior.

 

Das 14h às 18h, a atriz e produtora cultural Carol Oliveira vai contar histórias para as crianças. No palco, três atrações estão programadas: Baile Artesanal (15h30), Bloco Superbacana (17h) e o forró de Beto Argôlo (19h).

 

Faz parte da programação também uma oficina de carimbos, os cortes de cabelo do Movimento Juba Libre e troca troca de livros. A Tiradentes Cultural vai até às 20h.

 

Exposições de graça

 

 

Além das atrações na praça, o público poderá visitar as instalações do CRAB), atualmente, com duas exposições em cartaz, ambas com entrada franca. A mostra comemorativa dos três anos do espaço cultural, reúne 300 obras expostas em três salas. Elas retratam o trabalho de artesãos de vários pontos do país, como as famosas Bonecas de Zezinha (Maria

José Gomes da Silva, de Turmalina, MG), os Leões de Mestre Nuca (de Tracunhaém, PE), as Cabeças de Irinéia (Irinéia Rosa Nunes da Silva, de União dos Palmares, AL) e as Flores do Cerrado, das artesãs do entorno do Distrito Federal.

 

No segundo andar, continua em cartaz a exposição “Brasilidade Na Arte Popular”, fruto da parceria solidária entre CRAB e o museu Casa do Pontal, afetado pelas chuvas de abril. A mostra tem mais de 500 peças, entre elas obras raras e especiais, como o Boi e os Violeiros, de Mestre Vitalino, a Banda de Pífaros, de Luiz Antônio, e a engenhoca Carnaval e o Realejo de Adalton Fernandes.

 

Para comentar, aqui

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google +
Please reload

Destaques

Ambev e Pratinha se unem em busca de inovação cervejeira

14/11/2019

1/5
Please reload

Últimas
Please reload

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br