Cândido Portinari em exposição no Google Arts & Culture

A obra e a vida do pintor Cândido Portinari ganhou uma nova exposição de fôlego. Virtual. Está no ar na plataforma Google Arts & Culture um acervo de mais de cinco mil obras, além de 15 mil documentos do arquivo pessoal do artista. A coleção “Portinari: o pintor do povo” exibe o material em “recortes”, em forma de exposições temáticas. São 20 ao todo. O trabalho ainda permite um tour pela casa onde o artista morou, na sua cidade natal, Brodowski (SP). 

 

No início da exposição, a vida e obra do artista, nascido em 1903, é contada por intermédio de fotos de época, documentos e quadros pintados por ele. Portinari morreu no Rio de Janeiro, em 1962.

 

O filho do artista, João Cândido Portinari, criou, em 1979, o Projeto Portinari, para reunir o acervo do pai. O Projeto é parceiro da exposição virtual, bem como a Pinacoteca (SP), o Museu Nacional de Belas Artes (RJ), o MASP (SP), Museus Castro Maya (RJ) e a Fundação Ema Klabin (SP).

 

Dez dos quadros estão “no ar” em altíssima resolução. “Lavrador de Café” (1934), “Mestiço” (1934)  e “Café” (1935), são alguns deles. A exposição virtual permite que o público “se aproxime” da obra-ícone “Gerra e Paz”: dois painéis pintados por Portinari entre 1952 e 1956. Foram encomendados pelo governo brasileiro para presentear a sede da Organização das Nações Unidas, em Nova York, onde ainda se encontra.

 

 

 

Coleções temáticas destacam, por exemplo, o pintor social que foi Portinari e sua brasilidade. Será possível apreciar, também, desenhos e esboços de obras.

A exposição permite também uma visita à casa do artista, em Brodowski, transformada em museu.

 

Google Arts & Culture

 

É um site mantido pelo Google em colaboração com museus de diversos países. Com a  tecnologia do Street View, oferece visitas virtuais gratuitas a algumas das maiores galerias de arte do mundo. Ao "transitar" pelas galerias, é possível também visualizar imagens em alta resolução de obras selecionadas de cada museu. Está no ar desde fevereiro de 2011. Inicialmente, se chamava Google Art Project. Atualmente, cerca de 35 mil obras de 150 instituições estão disponíveis na plataforma.

 

Para comentar, aqui

 

 

Compartilhe no Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google +
Please reload

Destaques

Ambev e Pratinha se unem em busca de inovação cervejeira

14/11/2019

1/5
Please reload

Últimas
Please reload

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br