Tradicional feira de produtores do MST chega ao Largo da Carioca

Cerca de 150 toneladas de alimentos cultivados por 180 produtores serão comercializados por três dias, no Centro do Rio de Janeiro. A 10ª edição da Feira Estadual da Reforma Agrária Cícero Guedes ocupa, de hoje (10) a quarta-feira, o Largo da Carioca, das 7h às 19h.

 

 Diferentes tipos de arroz, feijão vermelho e de corda, frutas, legumes, verduras e hortaliças, produtos derivados da cana-de-açúcar, cervejas artesanais, fitoterápicos e fitocosméticos abastecerão a feira vindos dos assentamentos e acampamentos do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Esse evento anual é, desde 2015, reconhecido como de interesse Cultural e Social para o Rio de Janeiro e faz parte do calendário oficial da cidade.

 

Nesta edição, a tradicional programação cultural está ainda maior do que nos anos anteriores. Haverá shows de forró, blocos de samba e chorinho, atividades culturais como oficina de serigrafia e horta urbana, além do espaço “Diálogos da Terra”, com seminários de formação e aulas públicas. A editora Expressão Popular vai levar uma estande com livros e promoverá lançamentos.

 

O Movimento Sem Terra está organizado em 24 estados, nas cinco regiões do Brasil. No total,

350 mil famílias vivem, atualmente, em assentamentos. De acordo com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) existem 9.374 assentamentos, no país. Cerca de cem cooperativas, 96 agroindústrias e 1,9 mil associações concentram a produção familiar do MST que é toda livre de agrotóxico. A feira do MST é realizada em vários estados.

 

O nome da feira carioca é uma homenagem a Cícero Guedes, trabalhador rural e militante do MST assassinado por pistoleiros em 2013, em Campos dos Goytacazes, região norte fluminense. Liderança na luta pela reforma agrária, Guedes era referência em conhecimento agroecológico, por conta das técnicas agrícolas sustentáveis que utilizava em seu lote no Assentamento Zumbi dos Palmares. Ele participou de vários projetos de pesquisa e extensão da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf).

 

 

Para saber mais sobre Cícero Guedes

 

Leia também: Militantes do MST produzem cerveja Subversiva

 

 

Para comentar, aqui

 

 

 

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google +
Please reload

Destaques

Ambev e Pratinha se unem em busca de inovação cervejeira

14/11/2019

1/5
Please reload

Últimas
Please reload

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br