Ação de marketing de cervejaria lança música inédita de Gonzaguinha

Em 1973, uma letra de música escrita por Gonzaguinha foi censurada sob alegação de fazer uma  “crítica à passividade e acomodação burguesa”. “Céu País” foi uma das 54 canções que o compositor e cantor carioca teve vetadas pela censura, ao longo da carreira. Uma ação de marketing de uma cervejaria resgatou essa história do fundo do baú. Com a ajuda da tecnologia e um cantor (mantido no anonimato), a música foi gravada com a “voz” de Gonzaguinha, morto em 1991, aos 45 anos, vítima de um acidente automobilístico.

 

Filho do Rei do Baião Luiz Gonzaga, Gonzaguinha, na época da ditadura no Brasil, foi obrigado a submeter sua produção artística ao DOPS (Departamento de Ordem Política e Social). Das 72 canções apresentadas, teve 54 censuradas. Uma delas, foi “Céu País” que, agora, a Antarctica resgatou para usar como peça de marketing de lançamento do concurso Batuque da BOA, que pretende revelar compositores.

 

Por meio de material divulgado pela assessoria de imprensa da cervejaria, a Antarctica explicou que, para ter a música gravada na “voz” de Gonzaguinha, realizou uma “mistura de técnicas” com a ajuda de especialistas e conhecedores do músico. Foram usadas reconstruções feitas com a voz do próprio compositor e cantor, retiradas de diversos materiais gravados por ele. O trabalho incluiu fazer “recortes palavra por palavra” de áudios variados, inclusive, entrevistas. Para criar a voz de Gonzaguinha, ainda foi usado, como suporte, a voz de outro cantor, “que possui o tom próximo ao dele”, mas cuja identidade não foi informada.

 

O concurso está com inscrições abertas até 15 de setembro.

 

Veja o clipe de “Céu País”

 

 

                                                               Para comentar, aqui

Compartilhe no Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google +
Please reload

Destaques

Cervejarias do Nordeste e Centro-Oeste marcam presença no Talk Chopp com a Lupulinário em agosto

02/08/2020

1/5
Please reload

Últimas
Please reload

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br