Brasil e Portugal se unem em busca da felicidade

Brasil e Portugal irão se unir em busca da felicidade. O elo entre os dois países nessa jornada é o International Happiness Forum (IHF). O evento acontece nos próximos dias 1 e 2 de junho, na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, em Portugal. Em setembro, nos dias 1 e 2, a versão brasileira será realizada no Unibes Cultural, em são Paulo. Inspirar pessoas para que possam se transformar é o objetivo. Na programação, palestras e workshops proferidos por brasileiros e portugueses.

 

 “Vamos oferecer um tempo e um espaço para debatermos e partilharmos diferentes perspectivas sobre o que se entende por felicidade. As pessoas terão acesso a ferramentas que lhes permitam descobrir caminhos que conduzam a uma vida de maior bem-estar”, afirma a criadora do evento, a portuguesa Eduarda Oliveira.

 

O Fórum prestará uma homenagem ao economista brasileiro Oswaldo Oliveira, morto ano passado. Estudioso da teoria de rede, criou organizações de negócios descentralizadas que atuavam a partir do paradigma da abundância, ou seja, todos eram bem-vindos. Ele pregava a inclusão como fonte criadora de diversidade, “estopim” para ampliar as oportunidades, geradora da abundância. Será exibido um filme sobre ele feito por Toni Dias que também participará do evento.

 

A programação oferece palestra em diversas áreas como psicologia, pedagogia, neurociências, medicina, economia colaborativa, ciências musicais, empreendedorismo, ciências da educação, envelhecimento ativo, gestão de emoções, política, sexualidade, justiça restaurativa, constelações sistêmicas, programação neuro-linguística, saúde vocal e coaching.

 

“Como conectar todas as nossas inteligências” será o tema da palestra de Bruna Lombardi. “Empreendendo para a abundância” (Taivan Muller) e “Revolução blockchain: por que é preciso prestar atenção nisso?” (Carl Amorim) também fazem parte dos assuntos a serem abordados pelo time brasileiro. A jornalista Daniela Ferreira vai realizar uma atividade intitulada "Acessando a abundância através da autoexpressão".

 

 

 “Este trabalho é uma exploração da nossa capacidade e habilidade de expressar nossas

 qualidades com originalidade. Ter acesso a todos os recursos necessários para que possamos trazer do latente para o expresso algo único, o nosso real valor e contribuição para o Universo. Não vou ensinar nada, por que se expressar é algo inato do ser humano. O que vou fazer com as pessoas é criar um ambiente seguro e amoroso para que possamos nos permitir sermos criadores de uma realidade abundante”, explica Daniela.

 

“Discípula” de Oswaldo Oliveira, ela considera “essenciais” eventos como o Fórum “que possibilitam a ampliação da percepção e da consciência individual e coletiva”. Ela observa que, apesar de a felicidade ser “o maior anseio da alma humana”, as pessoas vivem,  há tempos, “desconectadas da capacidade de serem felizes”.

 

“Essa conexão precisa ser recuperada urgentemente. Seres humanos felizes não destroem, não matam”, comenta.

 

Sobre Oswaldo Oliveira, aqui

 

International Happiness Forum, programação

 

                                                            Para comentar, aqui

 

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google +
Please reload

Destaques

Ambev e Pratinha se unem em busca de inovação cervejeira

14/11/2019

1/5
Please reload

Últimas
Please reload

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br