• Sônia Apolinário

Cervejeiros de Niterói criam uma Associação, a NitCerva

Seis cervejarias de Niterói se juntaram para formar uma Associação. A NitCerva será lançada no dia 7 de setembro, com uma festa. A data foi escolhida a dedo porque independência é a palavra que norteia a iniciativa e, para quem não se lembra mais, a data comemora a Independência do Brasil.

À frente desse processo estão as cervejarias Dead Dog, Rota 104, Araribóia, Bonadiman, Mosaico e Espiral. Todas mantêm instalações em uma mesma área, no Centro de Niterói. Foi justamente essa proximidade que acabou por fomentar a ideia da criação da associação. Na verdade, a ideia não, que já ronda o segmento há um tempo, mas a decisão de que havia chegado a hora de transformar a ideia em realidade.

“Somente organizados na forma de associação poderemos ocupar espaços institucionais como as comissões municipais de Meio Ambiente, Cultura e Turismo. A Prefeitura está de portas abertas para essa nossa ocupação, inclusive, eles estão solicitando essa participação. A associação também permitirá que as cervejarias atuem de forma colaborativa em diferentes momentos do processo de produção de cerveja, por exemplo”, comenta Sandro Gomes, o Sandrão da Dead Dog.

Apesar de ainda estar em fase de elaboração do estatuto, o que está definido é que para vir a fazer parte da associação a cervejaria terá que ser “independente”, ou seja, não estar ligada a nenhum conglomerado comercial grande. No momento, o nome provisório da nova entidade é Associação de Cervejarias Independentes de Niterói. Ainda não foi definido quem a presidirá.

A associação vai “concorrer” com a AcervA Niterói? Sandrão explica que não porque o objetivo da instituição que acaba de completar cinco anos é “cuidar” de quem faz cerveja ainda por hobby e difundir a cultura cervejeira. A associação vai “cuidar” dos cervejeiros profissionais e atuar para dinamizar o setor. Uma das metas da nova instituição será criar um selo para identificar as cervejas made in Niterói – como Minas Gerais instituiu para a bebida produzida no seu estado.

Muito desse ânimo dos cervejeiros para tirar a associação do papel veio do fato do município ter criado uma nova lei que facilitará investimentos no setor, inclusive com a criação de uma rota cervejeira. A lei, já aprovada, está em fase final de regulamentação.

“Estamos em um bom momento. A secretaria municipal de Meio Ambiente já entende que uma cervejaria pode ser ambientalmente limpa e sustentável. Há uma boa vontade no sentido de desburocratizar processos de legalização. Por exemplo, foi criada uma ferramenta para obtenção de uma licença única ambiental que é autodeclaratória”, comenta Sandrão.

Ele informa que a nova lei vai permitir a criação de brewpubs na cidade toda, exceto Itacoatiara e São Francisco. Sandrão acredita que atuais micro empreendedores cervejeiros terão oportunidade de legalizar seu negócios de forma mais simplificada, com a nova lei. Segundo ele, há um otimismo em relação ao ano de 2018 para o segmento em Niterói:

“Brewpub vai ser o grande negócio, na cidade, ano que vem”.

A festa de lançamento será realizada na própria sede da associação, na rua Heitor Carrilho 250, no Centro. Para participar, será necessário comprar o copo da associação, que devem ser colocados à venda esta semana, em diversos bares da cidade.

Para comentar, aqui

Destaques
Últimas

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br