​Mais folia e Réveillon

O carnaval segue firme e forte em janeiro, no Rio.

No próximo final de semana, mais dois blocos, de estilos completamente diferentes, colocam a folia na rua. No sábado (14), o Põe na Quentinha? toma conta do Baródromo, na Praça Onze, na Cidade Nova. No domingo (15), o Escravos da Mauá ocupa o Largo de São Francisco da Prainha, na Zona Portuária, não apenas para celebrar Momo, mas para comemorar o Réveillon! É o tradicional Réveillon a céu aberto da Escravos que pede passagem.  

 

 

Um é um bloco parado. Outro, percorre sem pressa ruas do Rio de Janeiro antigo. Em comum, animação, originalidade e irreverência. O Põe na Quentinha? foi criado em 2014 por chefs de botecos e restaurantes cariocas sob o mote de que “ninguém merece comer apenas salsichão no Carnaval”.  O Escravos, em 2017, completa 25 anos. Sua origem está nas rodas de samba que animam o Largo de São Francisco da Prainha, na Zona Portuária, local onde até hoje é sua sede e ponto de partida dos seus desfiles.

 

Põe na Quentinha?

 

Este ano, o bloco tem como enredo "Lugar de mulher é no boteco!". No sábado, a festa é para lançar a camisa, criada pelo craque Claudio Duarte. Vai rolar no Baródromo, na Praça Onze, a partir das 14h. Sobre o local, o bar recebeu esse nome por ficar perto do Sambódromo e tem como tema o Carnaval, desde a decoração aos itens do cardápio. Sem falar no samba, que está sempre presente com apresentações dos bambas mais tradicionais da cidade.

 

 

No evento, a roda será comandada por Makley Mattos e a Banda da Cozinha. Nos intervalos, entra em cena o DJ Rodrigo Doni. Além do próprio Baródromo, marcam presença nas barraquinhas de comida o Empório Quintana, o restaurante Sobrenatural e Boteco do Toninho.

 

 

O Baródromo fica na Rua Laura de Araújo, 102 - Cidade Nova, Centro do Rio.

 

Próximas agendas do bloco:

Dia 21 de janeiro, a partir das 14h, lançamento da camiseta no Botequim Salve Simpatia, na Rua Cel. Gomes Machado, 249 - Centro de Niterói.

Dia 28 de janeiro, a partir das 13h, apresentação do samba no Cine Botequim - Rua Conselheiro Saraiva, 39 - Centro do Rio (perto da Praça Mauá).                                                                                                                                              

 

Escravos da Mauá

 

 

“O Fabuloso Réveillon do Escravos da Mauá” começa no domingo às 17h30 e a “virada de ano” pode acontecer a qualquer momento até as 21h30. Os organizadores pedem que as pessoas se vistam de branco e participem com muita animação da queima de estrelinhas e estalinhos “com incríveis 15 segundos de duração”. 

 

 

A festa também vai apresentar o enredo de 2017: “A Grande Beleza (25 anos do Escravos da Mauá)”  com samba de Ricardo Costa, da Velha Guarda do bloco. Também será lançada a camisa, de autoria da dupla de ilustradores e grafiteiros Nicolau Mello e Vofla Teixeira.

 

 

Este ano, a direção do bloco dispensou patrocínios por entender “que  o cenário atual está muito complicado para se associar a uma marca". Quem quiser contribuir para o desfile dos 25 anos pode participar da vaquinha virtual que rola no site Benfeitoria 

                                                                                

Escravos da Mauá

 

Põe na Quentinha?

 

                                                                                           

 

Compartilhe no Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google +
Please reload

Destaques

Ambev e Pratinha se unem em busca de inovação cervejeira

14/11/2019

1/5
Please reload

Últimas
Please reload

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br