Flores impressionistas em exposição no Centro Cultural dos Correios

 

Flores em vasos vão ocupar e colorir o Centro Cultural Correios (RJ),

a partir de amanhã (20/12), em quadros pintados por Claudia Watkins. As nove telas que compõem a exposição "OPUS CW XVI" remetem ao movimento impressionista, surgido na França do século 19.

 

 

Se originalmente, o impressionismo representou uma ruptura na forma de pintar, para a artista plástica significa progressão. Ela já teve seus momentos de referência à arte rupestre e passou por períodos monocromáticos. As cores, agora misturadas, se apresentam transparentes e aguadas. “Sou de fases e séries. Essa fase aconteceu de ser quase impressionista. Fiquei muito satisfeita com o resultado”, afirmou ela que usa técnica mista e, às vezes, pigmentos naturais.

 

 

Claudia começou a pintar nos anos 1990, quando frequentou ateliês de pintores amigos como David Largman e Xico Chaves. Frequentou também, como acompanhante, o ateliê de artes do Museu do Inconsciente (criado pela psiquiatra Nise da Silveira) e participou do London Project, de Charles Watson, em Londres. Ele também é professor da Escola de Artes Visuais do Parque Lage (EAV/RJ), onde já foi vice-presidente.

 

 

Nascida e criada em Ipanema, Zona Sul do Rio, foi em casa que tomou gosto pela pintura: “Meu pai fez Arquitetura junto com Belas Artes e estava sempre pintando aquarelas em papel. Eu gostava de sentir o cheiro das tintas, de ver os pincéis espalhados na mesa dele. Meu irmão Leo, quando viu que eu não dava para nada, me falou para tentar pintar, já que eu gostava de desenhar e ficar olhando meu pai pintando. Fui, então, ao ateliê de um pintor profissional e encontrei meu mundo”, contou.

 

 

Seis anos depois de começar a pintar, Claudia se mudou para Teresópolis, na região serrana fluminense, onde ainda mora. Era onde, criança, costumava passar férias. Lá, encontrou uma melhor qualidade de vida e realizou o desejo “de estar mais perto da natureza e dos animais”.

 

 

No melhor estilo “deixa a vida me levar”, Claudia não tem planos traçados para 2017. A pintura, certamente, não sairá de foco. Para a artista, o mais desafiador no ato de pintar é a “coragem para invadir o espaço em branco e saber a hora de parar”:

 

 

“O trabalho fala muito, mas tento fazer com que ele fale baixinho. Quando ele se acalma, dou por terminado”, contou ela que tem em Van Gogh, seu “artista-guru”.

 

 

Dica de Leitura de Claudia Watkins:

 

- Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa

 

- Os Dez Mandamentos (+ um), de Luiz Felipe Pondé – “Estou gostando muito”

 

- Timbuktu, de Paul Auster – “Foi um livro marcante por definir sentimentos de um cão de rua. Isso faz parte do meu universo cachorreira”.

 

PS: Claudia tem canil em casa, onde abriga cães sobreviventes de enchentes em Teresópolis.

 

 

Exposição OPUS CW XVI

Serviço

Abertura: 20 de dezembro de 2016, às 19h.

Exposição: até 12 de março de 2017

De terça a domingo, das 12h às 19h

Centro Cultural Correios – Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, Rio de Janeiro

 

Impressionismo, verbete

Compartilhe no Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google +
Please reload

Destaques

Ambev e Pratinha se unem em busca de inovação cervejeira

14/11/2019

1/5
Please reload

Últimas
Please reload

© Todos os direitos reservados Comunic Sônia Apolináriosoniapolinario@yahoo.com.br